6 melhores dicas de investimento para iniciantes

Para quem está dando os primeiros passos no mercado financeiro, seguir dicas de investimento para iniciantes e entender um pouco mais dos ativos disponíveis é um dos melhores caminhos para ter êxito. Aprender com quem já trilhou um caminho de sucesso pode ajudar a tornar a jornada mais leve e prazerosa. Além disso, evita armadilhas perigosas ao proteger o capital de promessas milagrosas de enriquecimento rápido.

Este artigo tem exatamente essa intenção. Ao ler o texto, você entenderá a importância de seguir as recomendações para novatos. Em seguida, conhecerá as 6 principais dicas para quem está começando no mundo dos investimentos.

Prossiga e não deixe de ler nenhuma palavra sequer!

A importância de conhecer as dicas de investimento para iniciantes

O mercado financeiro é repleto de produtos e serviços. Poucos ramos de negócio apresentam uma oferta tão grande para alguém escolher onde colocar o seu dinheiro. Dessa forma, um dos pontos mais importantes quando o assunto é investimento é justamente conhecer os produtos mais indicados para o seu perfil em um dado momento.

Quando alguém ainda está nos passos iniciais da jornada de construção do patrimônio, estudar os melhores investimentos para sua carteira pode ser um divisor de águas entre o fracasso e o sucesso. Buscar educação financeira é uma das melhores dicas que um iniciante pode seguir. Nesse sentido, outras recomendações são tão essenciais quanto essa e para ajudar você nesse assunto, apresentamos em seguida 6 dicas de investimento altamente proveitosas.

1. Tenha um planejamento financeiro

Todo início de um portfólio de investimentos bem-sucedido é pautado em um planejamento sólido e eficiente. E mais, é preciso ter disciplina para implementá-lo da maneira descrita inicialmente e segui-lo à risca. É assim que os maiores patrimônios em investimento financeiro foram construídos, ainda que tenham começado pequenos.

Portanto, busque elaborar um planejamento financeiro adequado à sua realidade em relação aos rendimentos atuais. De nada adianta planejar investir 50% do que ganha e mais à frente ter necessidade que o façam sacar o dinheiro investido. Para que o montante fique aplicado pelo tempo necessário, é preciso ajustar vários fatores, entre ele o percentual destinado às aplicações.

2. Quite eventuais dívidas

Um bom começo de um planejamento financeiro pode ser a quitação de eventuais dívidas existentes. E a lógica dessa orientação é muito simples: não faz sentido ter um investimento que renda 10% ao ano, por exemplo, se o investidor tem uma dívida que corre a 50% ao ano. Haverá um deficit nessa conta que prejudicará o plano feito previamente.

O objetivo deve ser se tornar um recebedor de juros e não um pagador de juros. Sendo assim, para um planejamento financeiro ter sucesso, é preciso acabar com as dívidas que drenam recursos todos os meses. E a melhor maneira de fazer isso é reduzindo o principal da dívida, até que ele se torne zerado. Após isso, é possível partir para os investimentos propriamente ditos da carteira.

3. Tenha uma reserva financeira

Quitadas as dívidas, o mais indicado é partir para a composição da reserva financeira de emergência. Cumprir esse passo é importante, pois ajuda a não intervir nos investimentos no caso de alguma necessidade urgente. Assim, indica-se que esse valor seja equivalente aos gastos mensais de 3 a 6 meses.

Como o recurso da reserva de emergência deve se manter sempre disponível e em valor que não oscile para baixo, a escolha a ser feita precisa ser um investimento em renda fixa. E mais, precisa ter liquidez imediata, dada a eventual necessidade de resgate urgente. Uma boa recomendação é um título público chamado Tesouro Selic. Ele reúne todas essas características e ainda rende o equivalente à taxa Selic.

4. Estabeleça metas e objetivos

Apesar dessa dica aparecer somente agora no texto, ela deve ser considerada quando da elaboração do planejamento inicial. Sem saber onde se quer chegar, qualquer resultado serve e não é isso que um investidor iniciante deve buscar.

Para construir uma carteira de investimentos que resulte em um patrimônio interessante, é preciso considerar as necessidades do investidor. Alguns querem uma aposentadoria aos 50, outros aos 70. Enfim, cada pessoa tem objetivos próprios. Além disso, saber se há intenção de transmitir o patrimônio ou não impacta diretamente no valor final a ser acumulado.

5. Conheça investimentos para iniciantes

Para quem está começando no mercado financeiro, é importante ir com calma. Pode parecer redundante, mas o novato deve começar pelo começo. Buscar fontes confiáveis de educação financeira ajuda muito nesse momento, pois evita perder dinheiro com aplicações desconhecidas.

Os investimentos em mercados futuros, por exemplo, devem ser evitados por quem está iniciando. Fundos de investimentos e títulos de renda fixa são uma boa pedida para começar a caminhada. Conforme se evolui nesse sentido, pode-se buscar aplicações que exponham o capital a um risco maior, como ações e fundos imobiliários.

6. Diversifique a carteira

Conforme demonstrado acima, a diversificação deve fazer parte de um portfólio de investimentos bem estruturado. No entanto, não é preciso esperar que haja grande evolução no patrimônio, pois isso deve ser feito desde o início da montagem da carteira. Mesmo para quem deseja investir apenas em renda fixa, é interessante buscar adquirir diferente papéis no mercado.

A razão disso é nunca depender apenas de uma fonte de renda para os investimentos feitos. No caso da renda fixa, pode ser que eventualmente um banco emissor tenha problemas nos títulos que lançou. Se um investidor estiver 100% posicionado em um papel desses, pode ser que tenha dores de cabeça. No entanto, com o capital alocado em mais de um título, o risco é minimizado.

Seguir essas dicas de investimento para iniciantes certamente fará toda a diferença no sucesso da formação do patrimônio. Um ponto importante a destacar é a necessidade de ter paciência em relação ao processo, principalmente nos anos iniciais. É esse tipo de comportamento que leva ao sucesso quando o assunto é investimento de médio e longo prazo. Nunca se esqueça do resultado das promessas de enriquecimento rápido visto frequentemente em noticiários. Tenha calma!

Gostou deste conteúdo? Então aproveite e assine nossa newsletter para ficar sempre bem informado das notícias mais recentes sobre o mercado financeiro!

Você também pode se interessar por:

Abra sua conta online e grátis