Blog

  • Home
  • Educacional
  • Rentabilidade dos fundos de investimentos: veja quais as 5 melhores opções

Rentabilidade dos fundos de investimentos: veja quais as 5 melhores opções

Nada é mais interessante para o investidor do que ter uma carteira de investimentos diversificada. Essa é uma arma importante para se ter sucesso ao lidar com os riscos e para garantir um retorno satisfatório. Nesse processo, os fundos de investimentos funcionam como bons aliados, garantido, em um só lugar, a possibilidade de ter diferentes ativos.

No entanto, saber analisá-los é fundamental, já que a rentabilidade dos fundos de investimentos funciona de forma um pouco diferente de outras aplicações listadas na bolsa, como as ações.

Por isso, para ajudar você a entender e até a escolher as alternativas mais rentáveis do momento, aqui, você saberá o que analisar e o que esperar do mercado quando se trata de fundos de investimento. Continue a leitura!

O que deve ser analisado antes de investir em fundos?

A verdade é que, assim como muitos investimentos, os fundos apresentam vários elementos que servem como guia para saber se são ou não uma aplicação rentável. Aqui, separamos as principais características para se avaliar. Confira!

Gestão do fundo

Parte da natureza de um fundo é ser uma aplicação que tem um gestor, isto é, alguém responsável pelas escolhas de venda e compra de ativos. Portanto, essa é uma pessoa que tem um grande poder de influência no comportamento do investimento.

Sendo assim, o que analisar? Bem, as características e a filosofia da gestão são um ponto importante. Além disso, pesquise sobre a formação superior, a visão de mercado e o modo como ele toma decisões em momentos de crise. 

Todas essas informações geralmente estão no site da gestora. Ver vídeos, palestras e entrevistas com os gestores é outra maneira de encontrar mais sobre a visão de mercado.

Custo

Os custos envolvidos nesse investimento são outro detalhe importante. Entre as principais cobranças estão:

  • a taxa de administração, que é um pagamento pelos serviços do gestor e das instituições responsáveis pela operação diária;
  • a taxa de saída, que é uma tarifa paga na hora do resgate em caso de venda das cotas antes do vencimento do fundo;
  • a taxa de performance, cobrada a cada seis meses e que corresponde à rentabilidade. Se for maior que a benchmark, ela é cobrada para remunerar a gestão pelo sucesso. Não é uma tarifa obrigatória e deve constar no regulamento.

Rentabilidade

A rentabilidade é sempre um indicador de sucesso do fundo, pois ela está muito atrelada não só às características dele — como os tipos de ativos ou sua modalidade —, mas também às decisões do gestor.

Nesse caso, os melhores fundos são aqueles que entregam uma maior rentabilidade ao longo do tempo. Por isso, ao avaliar, pesquise o seu histórico de retorno, veja na lâmina de informações e foque em como esse ativo se comportou durante, pelo menos, um ano.

Índice de sharpe

O índice de sharpe é uma métrica de análise para os fundos de investimento. Ele faz uma comparação entre ativos que apresentam um risco elevado e outros que não. Tudo é feito por meio de uma fórmula matemática de forma que, quanto maior for o resultado, melhor é a competência da gestão para ter um bom retorno, principalmente, frente ao risco. 

Sendo assim, vale dizer que mesmo que o fundo tenha uma rentabilidade menor que a de outro, ele será considerado melhor por causa do valor alto de seu índice de sharpe.

Qual é a importância de incluir fundos entre os ativos de sua carteira?

Os fundos são uma ótima maneira de acessar ativos que, às vezes, não estariam ao alcance se fosse em circunstâncias comuns. Além disso, eles são fundamentais para trazer alguns benefícios se comparados com outras aplicações. Vamos entender mais a seguir!

Diversificação

Claro que o investidor não pode contar apenas com essa alternativa para diversificar. É importante apostar em outras possibilidades, mas é inegável que ter fundos pode diluir ainda mais os seus riscos. Além disso, eles são uma ótima maneira de apostar em aplicações internacionais sem toda a burocracia envolvida.

Segurança

Você tem a segurança de que os ativos do fundo são administrados por alguém que conhece o mercado. Quem faz isso são especialistas escolhidos que têm noção suficiente sobre quais passos dar, inclusive, em momentos de crise.

Imposto

É o gestor o responsável pelo recolhimento dos impostos do fundo, de forma que, na hora de receber o resgate, o investidor adquire o valor líquido com todos os descontos.

Quais as 5 opções mais atraentes considerando rentabilidade dos fundos de investimentos?

Você notou como existem diversos componentes que ajudam a avaliar o fundo e entender se ele é ou não uma opção ideal? Nesse contexto, existem alguns desempenhos no mercado que, entre 2020 e 2021, tiveram uma boa performance e que vale a pena dar uma olhada. 

Ressaltamos que as dicas não são uma obrigação. Se alguns destes despertarem seu interesse, não se esqueça de analisá-los mais profundamente antes de investir. 

1.Kadima Long Short Plus FIA

É um fundo long short que investe em ações. Ele teve uma rentabilidade de 10,39% até setembro de 2021.

2. Atmos Ações FIC FIA

Com rentabilidade de 24% ao ano, é um fundo de ações que, desde outubro de 2009 até julho de 2021, foi capaz de multiplicar o capital dos cotistas em 10 vezes.

3.Arbor Global Equities FI Ações BDR NIVEL I

Nos últimos 12 meses, esse foi um fundo que garantiu uma rentabilidade de 74,96%. Ele é composto por 20 ações, sendo 12 BDRs de empresas como Salesforce, Google, Facebook e Spotify.

4.Western Asset FIA BDR Nível I 

Com 100% dos ativos em BDRs americanas, esse é um fundo que conseguiu uma alta rentabilidade, de 61,61%.

5.ESH Theta FIM 

O ESH Theta FIM é um fundo multimercado com foco em longo prazo. Ele tem uma estratégia bastante interessante, pois se baseia em ativismo corporativo e special situations. Basicamente, ele procura investimentos exóticos, ativos com menos liquidez, mas que apresentam um potencial de se valorizar caso ocorra alguma mudança na base do negócio (fusões, trocas de gestores, negociações, etc). O fundo conseguiu uma rentabilidade, até agora, de 18,22%;

Ao longo deste texto, você acompanhou como muitos fatores podem influenciar a rentabilidade dos fundos de investimentos. Avaliá-los com cuidado é a melhor maneira de conseguir fazer escolhas que não só se adequem ao seu perfil, mas também tragam bastantes resultados em longo prazo.

Este texto foi útil para você? Então, continue acompanhando nossos conteúdos, assine a nossa newsletter!

Você também pode se interessar por:

Abra sua conta online e grátis