Ações preferenciais e ordinárias: entenda tudo sobre!

Tanto para quem está começando a investir quanto para quem quer tornar a sua carteira mais diversificada aplicando em renda variável, entender o que são ações preferenciais e ordinárias é algo importante.

Ambas garantem uma participação do comprador no negócio e dão direito a receber os lucros, no entanto, existem diferenças significativas entre elas, especialmente quando se trata de prazos de recebimento.

Por isso, neste artigo, vamos explicar para você quais são essas características e qual é a melhor estratégia para investir nessas ações. Continue conosco!

O que são ações preferenciais?

Também conhecidas como PN, essas são ações em que o acionista tem uma maior preferência em relação aos pagamentos. Isto é, os dividendos são pagos primeiramente a esse investidor.

Nas ações preferenciais, existe uma quantidade mínima de pagamento que deve ser cumprida. Em outras palavras, 25% do lucro líquido deve ser destinado aos acionistas, por isso, sempre haverá algo. Até mesmo em caso de falência ou liquidação, a preferência para receber primeiro continua.

Apesar de receber os dividendos primeiro, esse tipo de ação não dá direito participativo nas decisões da empresa. Isso quer dizer que, geralmente, o investidor não pode votar na assembleia.

Essas são, também, ações nomeadas de exigíveis, já que, se a empresa precisar comprá-las de volta, ela tem o direito independentemente do motivo.

O que são ações ordinárias?

Ao contrário das ações preferenciais, as ordinárias têm como principal característica oferecer direito maior à participação nas decisões da empresa. Aqueles que têm essas ações, também conhecidas pela sigla ON, podem votar na assembleia.

No entanto, o poder de voto, assim como os lucros, dependerá da quantidade de ações que o investidor possui — quanto maior ela for, mais ele poderá interferir e ganhar.

Além disso, mesmo que o acionista tenha uma influência maior nas decisões, ele não é responsabilizado pelas dívidas ou pela má gestão, ficando a cargo dos controladores do negócio.

O que é ticker das ações?

Toda ação comercializada no mercado será nomeada com um código que chamamos de ticker. Ele é composto de quatro letras relacionadas ao nome da empresa, as quais antecedem um número que indica o tipo de ação.

Os números maiores são, geralmente, PN, e os menores, ON. Por exemplo: PETR4 e PETR3.

Quais são as vantagens das ações preferenciais e ordinárias?

Bem, notamos que essas ações podem garantir possibilidades diferentes para os investidores.

Ter mais participação nas decisões pode ser um aspecto interessante, por outro lado, obter preferência no recebimento é bem mais vantajoso para quem quer renda imediata.

Mas, além disso, existem outras vantagens entre ações ON e PN. Vamos saber mais a seguir!

Rentabilidade

Para começar, quando se trata de mais rentabilidade, as preferenciais podem sair na frente. Elas garantem o pagamento dos dividendos, além de apresentarem uma obrigatoriedade de pagar 25% do lucro líquido aos acionistas.

Por outro lado, nas ordinárias, por proporcionarem o poder de voto e por algumas decisões poderem impactar positivamente os resultados da empresa, há chances de ter mais lucro.

Elas também oferecem uma proteção para os acionistas em relação à compra das ações pela empresa.

Tag Along

Essa é uma vantagem que corresponde às ações ordinárias. Em caso de as empresas comprarem de volta seus ativos, elas têm obrigação de oferecer um valor de no mínimo 80% do que foi pago na aquisição pelos investidores.

Esse é um mecanismo de proteção para os acionistas minoritários, ou seja, aqueles que não possuem mais de 50% da empresa, portanto, não têm um poder de voto expressivo nas decisões.

Também, de acordo com a Lei das Sociedades Anônimas, os acionistas têm o direito a participar do prêmio de controle.

Mais liquidez dos ativos

Essa é uma vantagem mais relacionada às ações preferenciais, já que elas tendem a ser vendidas mais rapidamente que as ordinárias, até porque as ações encontradas no mercado são, em sua maioria, preferenciais.

Para quem está começando a investir, elas são uma ótima oportunidade de realizar negociações.

Prazos mais longos

Por outro lado, esse é o tipo de vantagem para aqueles que têm ações ordinárias, já que, quanto melhores são as decisões, maior será o capital da empresa, garantindo bons retornos para os acionistas a um longo prazo.

Para estratégias como buy and hold, vale a pena ter algumas dessas ações.

Menos riscos

Por fim, as ações preferenciais tendem a fornecer menos riscos para os acionistas, pois oferecem mais proteção em caso de liquidação.

Isso é algo totalmente diferente do que ocorre com os investidores de ações ordinárias.

Em casos de falência ou qualquer situação de emergência que necessite repassar os lucros para os acionistas, eles ficam atrás dos credores e dos donos de ações PN.

Como investir nas ações preferenciais e ordinárias?

Mesmo que teoricamente as ações ON sejam as mais interessantes — já que fornecem uma participação maior no controle —, na prática, as PN podem garantir um retorno melhor ou, pelo menos, mais rápido. É bom lembrar que ambas garantem lucros, a diferença está em quem receberá primeiro. Também existe a questão de que há a obrigatoriedade de distribuir o lucro líquido em dividendos para os acionistas preferenciais, pelo menos 25%.

O tag along pode ser um motivo de muitos preferirem as ações ON, especialmente quando há rumores de mudança do controle da empresa, pois a gestão pode querer comprar as ações de volta.

Então, ambos os tipos apresentam vantagens, e o melhor conselho que podemos dar é verificar quais são os seus objetivos em relação a ter o ativo na carteira.

Além disso, mais importante do que escolher entre PN ou ON é analisar a gestão da empresa — avaliar os indicadores, além do lucro, como margem líquida, ROE, dívida bruta, entre outros, assim como se os valores do negócio agradam a você.

Fazendo uma boa análise, as chances de fazer uma escolha segura são mais garantidas.

Até aqui, você pôde entender o que é e quais são as diferenças entre ações preferenciais e ordinárias. Reforçamos que ambas oferecem uma parte da empresa e a possibilidade de lucros.

No entanto, enquanto as ordinárias dão o direito a votar na assembleia e, assim, interferir nas decisões do negócio, as preferenciais garantem a prioridade no recebimento dos dividendos.

Este texto foi útil? Então, continue acompanhando o nosso conteúdo, siga-nos no Facebook, no Instagram e no YouTube!

Você também pode se interessar por:

Abra sua conta online e grátis