Aprenda o que é o valuation ações e saiba como fazer o seu cálculo

Você sabe o que é e para que serve o valuation ações? Todo investidor que compra ações tem o mesmo objetivo: obter lucro através da valorização desses ativos. Mas a grande dificuldade é saber quando o valor de uma ação está atrativo para compra, já que é possível perder dinheiro, mesmo investindo em boas companhias, se a avaliação do preço justo não for realizada da maneira correta.

Se você quer aprender um conceito que vai te ajudar a entender quando é o melhor momento para comprar uma ação, veio ao lugar certo! Aqui você entender melhor o conceito de valuation, conhecer métodos para calculá-lo, e perceber a sua importância para os investimentos.

O que é valuation?

A palavra de origem inglesa significa “avaliação de empresas”. É um cálculo realizado para estimar o valor real de uma empresa no mercado, e assim determinar se o preço da ação daquela companhia está atrativo ou não. Essencialmente, é uma forma de tentar descobrir qual o valor intrínseco da companhia, que pode ser realizado a partir de diferentes métodos, a respeito dos quais falaremos mais adiante.

O valuation, no entanto, não é um cálculo exato, pois a sua metodologia demanda certo grau de subjetividade. Portanto, recomenda-se que distintos métodos sejam utilizados para a mesma avaliação. O modelo combinado por fluxo de caixa e por múltiplos é um exemplo muito comum disso.

Quais são os principais tipos de cálculo de valuation?

Conheça, a seguir, os diferentes tipos de cálculo de valuation.

Fluxo de Caixa Descontado

A avaliação por Fluxo de Caixa Descontado (FCD) é considerada atualmente pelos analistas, como um dos métodos mais confiáveis. Ele tem como objetivo calcular o valor da empresa levando-se em conta a projeção de lucro futuro e se divide em algumas etapas.

Primeiramente é necessário reunir informações sobre a empresa e sobre o mercado. Os primeiros, chamados internos, consistem em informações contábeis, financeiras, comerciais e operacionais da companhia. Os segundos, externos, envolvem avaliação da demanda, das tendências do mercado, dos concorrentes, mas também fatores da ordem econômica do país, como as taxas de juros, de câmbio e a inflação.

Em seguida, é necessário estimar o fluxo de caixa, isto é, a entrada e saída de dinheiro da companhia. A estimativa futura é feita a partir do histórico de resultados da empresa, de sua taxa de crescimento até esse momento. A partir disso, deve ser determinada a taxa de desconto com base em uma média entre o custo de capital dos acionistas (capital próprio) e o custo de capital de terceiros. Essa taxa, obtida através de um cálculo complexo, tem como finalidade a determinação do risco daquele investimento.

Por fim, aplica-se a taxa de desconto à projeção inicial, e então se chega ao valor presente que corresponde ao valor da riqueza que a empresa gerará no futuro. Obtém-se, assim, o valor correspondente ao potencial de crescimento da empresa.

É claro que esse método tem maiores detalhes e que o seu cálculo não é simples, mas a essência desse tipo de valuation é essa, e através dele se pode estimar os ganhos futuros.

Múltiplos de Mercado

A avaliação por múltiplos de mercado tem um foco diferente da avaliação anterior: aqui, o principal é a comparação com os concorrentes do mesmo segmento e de porte semelhante. Essa comparação é realizada a partir de certos indicadores numéricos das empresas.

Exemplo disso, é o caso dos múltiplos de lucro, obtidos por meio da divisão do preço por ação (P) pelo lucro por ação (L), ou dos múltiplos de valor patrimonial, obtidos por meio da divisão do valor de mercado de uma empresa pelo valor de seu patrimônio líquido.

Esse método de valuation é interessante porque, apesar de não considerar nenhuma informação sobre o futuro da companhia, oferece uma boa base de comparação entre as empresas de um mesmo setor. Serve, por isso, para nortear as escolhas do investidor e é frequentemente combinado com o método do FCD.

Ativos ou valor patrimonial

O nome desse método é autoexplicativo. Nele, realiza-se o valuation através da análise quantitativa do patrimônio da empresa. Isso inclui os imóveis, maquinário, equipamentos, etc., mas também ativos circulantes, como caixa, por exemplo. Como se pode ver, é um retrato da empresa no tempo presente, não considera expectativas futuras ou comparações.

Valuation de liquidação

Semelhante ao método anterior, o valuation de liquidação é preferencialmente utilizado quando a empresa está em processo de fechamento ou liquidação. Isso acontece porque nesse método, além da consideração dos ativos, também entram na conta os passivos, ou seja, as obrigações e os deveres da empresa.

Valuation pré-investimento

Esse método é mais utilizado em start-ups, porque, como o nome indica, ele calcula o valor de uma empresa antes do aporte financeiro de investidores.

Para que serve esse tipo de cálculo?

Agora que você já conhece diferentes métodos de valuation, deve estar se perguntando qual a importância e para que serve esse conhecimento no seu dia a dia de investidor. Imagine a seguinte situação: um investidor, avaliando uma companhia, chega à conclusão que ela é bem estruturada e tem projetos sólidos de crescimento.

Pensando ser um bom investimento, ele compra ações dessa empresa. No entanto, por não ter realizado um bom valuation, ele ignora que seu valor de mercado, na verdade, já se encontra muito elevado. O resultado: suas ações passam por uma desvalorização causada pelo alto preço dos ativos, e o investidor perde dinheiro.

Isso ocorre porque o valor de mercado é influenciado pela oferta e demanda. O que significa que, embora seja uma boa empresa, como o preço das ações é altamente volátil, ele pode estar acima de seu valor real, o que não configura uma boa oportunidade de compra, mas o contrário: essa parece ser uma boa oportunidade para venda.

Por isso, investidor, é fundamental não esquecer das diferenças entre o valor de mercado e o valor justo: o primeiro é objetivo, diz respeito ao tempo presente, influenciado pela lei da procura. É, na verdade, o preço que você pagará pelas ações. Já o segundo é estimado, incerto, diz respeito ao potencial de crescimento futuro. É necessário levá-lo em conta para investimentos a longo prazo e escolher as melhores ações do mercado. E a única forma de se obter esse valor é por meio do valuation.

Como você pôde verificar, o valuation ações é um importante cálculo utilizado para verificar o valor real de uma empresa e saber se o preço das suas ações está atrativo ou não. Nesse sentido, antes de fazer qualquer investimento, é fundamental utilizar os diferentes cálculos que comentamos neste artigo, a fim de garantir melhores resultados com avaliações adequadas.

Agora você já conhece vários métodos que te ajudarão a escolher quais as melhores ações para investir! Se você pretende continuar evoluindo como investidor e aprimorando seus conhecimentos sobre o mercado, sugerimos assinar a nossa newsletter gratuita!

Você também pode se interessar por:

Abra sua conta online e grátis