O que é o metaverso e como ele funciona? Entenda!

Questionamentos sobre o que é o metaverso se tornaram mais comuns nos últimos tempos. Assim, se você souber essa resposta e os benefícios de utilizar o metaverso, pode entender por que muitos investem nessa tecnologia.

A partir de uma maior compreensão, você também pode se tornar o próximo investidor do metaverso. Nesse sentido, já adiantamos que esse conceito faz parte da realidade de muitas pessoas, mesmo que elas não se deem conta disso.

Por exemplo, você já jogou ou conhece The Sims? É como se o metaverso fosse uma evolução desse tipo de representação virtual. Porém, não pense que o conceito se limita aos games. É possível aplicá-lo no trabalho, no estudo, no entretenimento e muito mais.

Então, sentiu curiosidade e quer saber mais sobre o que é o metaverso, para que serve e como funciona essa tecnologia? Continue a leitura e fique por dentro!

O que é o metaverso?

Como visto, o metaverso é uma representação visual que simula uma realidade, semelhante ao que ocorre no jogo The Sims. Contudo, o metaverso faz isso de forma hiper-realista, a ponto de possibilitar experiências de imersão para o usuário.

Assim, é possível executar várias atividades da vida real, como estudar, trabalhar, fazer compras, ir a shows, ter vida social etc. Ou seja, muito além de os usuários serem observadores do que ocorre no virtual, eles têm uma participação extremamente ativa.

Como surgiu o metaverso?

Você já entendeu que o metaverso ganhou evoluções, o que possibilitou uma maior popularização do conceito. Assim, não é de hoje que ele existe. O termo surgiu em 1992 no livro fictício ‘‘Snow Crash’’, do autor Neal Stephenson.

A história retrata um personagem que tem uma personalidade na vida real e outra na virtual, chamada pelo autor de metaverso. Ou seja, como Stephenson mostra, o metaverso seria uma realidade paralela, diferente da atual, em que as pessoas poderiam imergir.

O audiovisual também utilizou o conceito de metaverso em algumas produções, como nos filmes Jogador Nº 1 e Matrix. Nesse último, existe uma realidade virtual produzida por uma Inteligência Artificial (IA), e os humanos ficam confinados nessa simulação.

É possível que você tenha se perguntado por que o metaverso se popularizou apenas agora, apesar de ser um conceito antigo. Uma das razões para isso é a limitação tecnológica, já que as conexões de internet eram muito lentas.

Ainda, nesse meio-tempo, houve a popularização das redes sociais, que, até um certo ponto, já consistem em representações virtuais que podem ser diferentes na realidade. Isto é, é possível desenvolver uma personalidade nas redes sociais diferente da existente no mundo real.

Como o metaverso se popularizou?

Como visto no último tópico, as pessoas já lidavam com o metaverso em diferentes contextos. Porém, empresas como a Microsoft e a Meta perceberam uma oportunidade de oferecer uma maior evolução para o metaverso.

A partir disso, o conceito ganhou mais popularidade, e isso deve influenciar cada vez mais no barateamento dos preços de aparelhos de realidade virtual. Logo, a tecnologia tende a ficar mais acessível, com maior alcance de público, e, ainda, proporcionar uma melhoria nos gráficos, o que oferece mais realismo.

O investimento da Meta também é explicado pelo interesse na venda de produtos relacionados à realidade virtual. Por exemplo, a empresa adquiriu a Oculus, que produz óculos para imersão nesse tipo de ambiente.

Seja como for, empresas brasileiras mostram um crescente interesse em utilizar essa tecnologia. Uma delas é a Nexus VR, que cogitou a aplicação do metaverso ainda em 2014, mas o projeto não foi para a frente. No entanto, o investimento da Meta e da Microsoft deve mudar isso.

Como funciona o metaverso?

Você já entendeu as razões que ajudam a explicar a popularização do metaverso. Para maior compreensão da temática, é o momento de descobrir como esse conceito funciona. Por exemplo, a Nexus VR desenvolve eventos e treinamentos com a tecnologia da realidade virtual. Isso é especialmente útil para ajudar no trabalho remoto.

Outro caso de negócios que usam o metaverso é a VR Monkey, que desenvolve jogos e treinamentos para indústria a partir da realidade virtual. Isto é, a gamificação pode ser uma estratégia para motivar os colaboradores e potencializar a aprendizagem. Assim, utilizar o metaverso nesse sentido é muito benéfico.

O funcionamento do metaverso foi especialmente importante nos períodos mais críticos da pandemia da covid-19. Afinal, para conter a transmissão do coronavírus, o contato virtual foi o mais seguro e recomendado.

Assim, ao utilizar o metaverso em videoconferências, por exemplo, os envolvidos podem ficar imersos no ambiente corporativo. Ou seja, eles circulam pelos corredores, interagem com os colegas de trabalho, têm intervalo no refeitório e muito mais. Logo, é possível trazer mais proximidade nas relações, cuja ausência poderia prejudicar o desempenho profissional.

Esse mesmo tipo de aplicação funciona na produção de conteúdo educacional e até de entretenimento. Por exemplo, no jogo Fortnite, o rapper americano Travis Scott fez um show a partir de um avatar desenvolvido no game.

Quais são os benefícios do metaverso?

Após entender como funciona o metaverso, fica mais fácil compreender os benefícios dessa tecnologia. Afinal, ela possibilita interações e experiências mais naturais entre pessoas conectadas apenas virtualmente. Assim, deve existir menos limites entre o mundo físico e o digital.

Isso é importante porque as pessoas já passam muito tempo no ambiente online. A partir da pandemia da covid-19, esse tipo de interação só aumentou e se expandiu para outras áreas. Logo, as empresas passaram a investir cada vez mais no metaverso, seja para e-commerce, consumo, aprendizado ou outras áreas.

Qual é o valor de mercado do metaverso?

Os benefícios citados sobre o metaverso contribuem para que esse mercado seja bilionário, e a previsão é que chegue a R$ 4,5 trilhões em 2024. A maior parte desse valor é destinada para games e eventos.

Inclusive, publicidade, música, arte e outros setores da economia já conseguem lucrar com o metaverso. Além disso, interessados em investir no mercado podem fazer isso com fundos de investimento, criptomoedas etc.

Então, conseguiu entender o que é o metaverso, como funciona, para que serve e seus benefícios? Essa compreensão ajuda você a conhecer as novidades do mercado e a identificar o que pode ser mais atrativo para investimentos, por exemplo.

Após sanar suas dúvidas acerca do metaverso, compartilhe o conteúdo em suas redes sociais. Desse jeito, você ajuda outras pessoas a se atualizarem na área!

Você também pode se interessar por:

Abra sua conta online e grátis