Imposto de renda para o investidor: tudo que você precisa saber

Investir no mercado financeiro é uma estratégia para fazer o dinheiro trabalhar a seu favor. Mas todo investidor deve estar ciente da incidência do Imposto de Renda (IR) e como ele impacta nos ganhos.

Neste artigo, exploraremos tudo que você precisa saber sobre o Imposto de Renda para investidores, destacando as principais regras, obrigações e estratégias para otimização fiscal.

Imposto de renda para o investidor: tudo que você precisa saber

Declaração de imposto de renda para investidores

A declaração de Imposto de Renda é uma obrigação anual para todos os cidadãos brasileiros que se enquadram nos critérios estabelecidos pela Receita Federal. No caso dos investidores, é essencial compreender quais operações estão sujeitas à tributação e como declará-las corretamente.

A declaração do Imposto de Renda para investidores pode parecer complexa, mas seguindo alguns passos, o processo torna-se mais claro.

Investimentos tributáveis

Antes de começar, é importante listar todos os investimentos tributáveis, como ações, fundos de investimento e Tesouro Direto. Ganhos de capital, dividendos e juros recebidos devem ser declarados conforme as normas vigentes.

Certifique-se de ter os informes de rendimentos fornecidos pelas instituições financeiras em mãos. Você pode baixar o seu informe de rendimento da CM Capital no seu portal do cliente.

Programa da Receita Federal

Faça o download do programa oficial da Receita Federal e siga as etapas indicadas para o preenchimento da declaração. Informe seus rendimentos, despesas dedutíveis e ganhos de capital.

É possível fazer sua declaração de Imposto de Renda por meio do site “Meu Imposto de Renda, da Receita Federal ou pelo aplicativo, que pode ser baixado na Google Play Store, para Android, ou na App Store, para iPhone.

Atenção aos prazos

Esteja ciente dos prazos estipulados pela Receita Federal. Atrasos na entrega da declaração podem resultar em multas, portanto, planeje-se para evitar contratempos.

O período de declaração do Imposto de Renda geralmente ocorre entre março e abril de cada ano. A entrega da declaração do Imposto de Renda 2024, ano-base 2023, será de 15 de março e 31 de maio, segundo a Receita Federal.

É crucial ficar atento aos prazos estabelecidos pela Receita Federal para evitar multas e complicações.

Quem precisa declarar imposto de renda

Nem todo investidor precisa declarar Imposto de Renda. Existem algumas condições para o investidor precisar declarar o IR, por exemplo, se os seus rendimentos tributáveis ultrapassaram o limite estabelecido pela Receita Federal, a declaração é obrigatória.

Em 2024 quem obteve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 precisa declarar o IR.

Outros fatores que obrigam a pessoa a declarar o imposto de renda são:

  • Recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 30.639,90;
  • Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 200.000,00
  • Obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do Imposto;
  • Realizou operações de alienação em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas cuja soma foi superior a R$ 40.000,00 ou teve apuração de ganhos líquidos sujeitas à incidência do imposto;
  • Obteve receita bruta em valor superior a R$ 153.199,50 relativa a atividade rural
  • Pretende compensar prejuízos da atividade rural deste ou de anos anteriores com as receitas deste ou de anos futuros;
  • Teve, até 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 800.000,00;
  • Teve a posse ou a propriedade, até 31 de dezembro de 2023, de bens ou direitos, inclusive terra nua, acima de R$ 300 mil;
  • Optou pela isenção de imposto sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais, seguido de aquisição de outro, no prazo de 180 dias;
  • Passou à condição de residente no Brasil, em qualquer mês de 2023, e nessa condição se encontrava em 31 de dezembro de 2023.

Vale lembrar que a declaração do Imposto de Renda 2024 deve informar os rendimentos tributáveis e não tributáveis que foram recebidos ao longo do ano-calendário de 2023.

Tipos de tributação para investidores

Existem diferentes regimes de tributação que impactam os investidores:

  • Tributação progressiva: Neste modelo, a alíquota do Imposto de Renda aumenta conforme a faixa de renda do investidor. É importante considerar estratégias para minimizar a tributação, como distribuir os ganhos entre os membros da família.
  • Tributação Regressiva: Em alguns investimentos, como Certificados de Depósito Bancário (CDB) e previdência privada, a alíquota do IR diminui com o tempo de aplicação. Essa modalidade pode ser interessante para investidores de longo prazo.

Como declarar investimentos no Imposto de Renda

É preciso declarar no Imposto de Renda todos os seus investimentos, incluindo títulos de renda fixa, Fundos de Investimento, ações, Fundos Imobiliários, saldo de conta poupança ETFs, investimento no exterior e até valores gastos em criptomoeda.

Cada investimento deve ser descrito em campos específicos da declaração, mesmo que alguns não sejam tributáveis. E, como cada ativo financeiro tem suas características, existem informações diferentes que precisam ser declaradas no imposto de renda.

Todo valor investido deve ser reportado na ficha de Bens e Direitos da Declaração de Imposto de Renda. Enquanto os rendimentos dos investimentos precisam ser anotados na ficha Rendimentos Sujeitos à Tributação exclusiva ou definitiva, na própria ficha de Bens e Direitos.

Declarando investimentos em renda fixa

A renda fixa é uma modalidade de investimento comum entre os brasileiros, mas é preciso atenção especial na hora de incluí-la na declaração de Imposto de Renda.

A maior parte dos investimentos de renda fixa tem o desconto do Imposto de Renda, mas o desconto é realizado pela própria corretora ou instituição financeira na hora do resgate do valor investido.

Entre os investimentos que sofrem a tributação de Imposto de Renda estão o Tesouro Direto, os CDBs e RDBs, letras de câmbio e debêntures, exceto as incentivadas.

O valor do desconto do Imposto de Renda para aplicações de renda fixa e determinada, de acordo com o prazo do investimento e segue a tabela regressiva.

Prazo de acumulaçãoAlíquota retida na fonte
Até 180 dias22,5%
De 181 a 360 dias20%
De 361 a 720 dias17,5%
Acima de 720 dias15%

Confira o passo a passo para declarar o imposto de renda sobre renda fixa:

  1. Entrar no app do imposto de renda e criar ou editar sua declaração;
  2. Inserir um novo item na ficha de “Bens e Dívidas”
  3. Clicar em “Bens e Direitos”
  4. Clicar no Código 4 – Aplicações e Investimentos, onde entram as declarações de aplicações em CDBs, RDBs, LCIs, LCAs, CRIs, CRAs, Letras hipotecarias, Debêntures e Títulos Públicos.
  5. Inserir o código do tipo de investimento que vai declarar e preencher os dados.

Os rendimentos dos investimentos ficam em outro lugar:

  1. Entrar no app do imposto de renda e criar ou editar sua declaração;
  2. Inserir um novo item na ficha de “Rendimentos”
  3. Clicar em “Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva”
  4. Clicar no Código 6 para declarar os rendimentos das aplicações.

E pronto, declaração feita.

Declarando investimentos de renda variável

Declarar investimentos em renda variável pode ser mais complicado, já que é necessário calcular o imposto, emitir o Documento de Arrecadação da Receita Federal (DARF) e efetuar o pagamento.

O DARF é gerado pela própria Receita para cobrar as taxas referentes às vendas de ações. Quando o valor negociado em ações ultrapassa 20 mil ao mês, é necessário emitir o DARF no final do mês e pagar as taxas devidas.

A alíquota para ações é de 15% dos ganhos em operações comuns e 20% para operações de day trade.

E quando o investidor tiver o DARF e os informes de rendimento em mãos é preencher as fichas da declaração de Imposto de Renda.

Confira o passo a passo para declarar o imposto de renda sobre ações:

  1. Entrar no app do imposto de renda e criar ou editar sua declaração;
  2. Inserir um novo item na ficha de “Bens e Dívidas”
  3. Clicar em “Bens e Direitos”
  4. Clicar no Código 3 – Participações societárias
  5. Clicar no Código 1 – Ações e preencher os dados necessários.

Vale lembrar que cada ativo possui suas próprias regras de declaração e isenção, mas é importante declarar todos os ganhos e prejuízos. Para evitar cair na malha fina, mesmo não sendo necessário pagar imposto sobre todos os ativos.

Estratégias de otimização fiscal para investidores

Otimizar a declaração de Imposto de Renda é uma prática fundamental para preservar o patrimônio.

É possível compensar prejuízos em operações com ganhos de capital, reduzindo assim o valor sujeito à tributação. Esta prática exige uma gestão cuidadosa da carteira de investimentos.

Também é importante considerar a inclusão de ativos isentos do Imposto de Renda na Carteira, como LCIs e LCAs, para reduzir a carga tributária.

Lembre-se sempre de manter-se atualizado em relação às mudanças na legislação tributária e buscar orientação profissional quando necessário.

Invista com inteligência, considerando não apenas os rendimentos, mas também a otimização fiscal de sua carteira.

Na CM Capital, estamos comprometidos em fornecer as informações necessárias para que você gerencie seus investimentos de forma eficiente, garantindo conformidade fiscal e otimização dos seus ganhos.

Você também pode se interessar por:

Taxa zero para investir e realizar seus sonhos!

Comece a investir em poucos minutos e tenha acesso a plataformas profissionais gratuitas, plataforma de ensino gratuita, melhor custo-benefício para trader e investidor.
Atendimento via WhatsApp com espera média e de apenas 8 segundos.

Canal de Denuncia

"*" indica campos obrigatórios

Passo 1 de 2

Quando? ( data ou período de ocorrência)
DD barra MM barra YYYY
DD barra MM barra YYYY
Para acompanhar o andamento de seu relato, você receberá um número de protocolo que lhe será fornecido após o registro do relato.
Agradecemos sua iniciativa e confiança. Caso queira, pode inserir seu e-mail, nome e telefone para que possamos entrar em contato

Coleta e uso de informações

Durante a utilização dos nossos serviços, podemos solicitar o fornecimento de algumas informações pessoais, que poderão ser utilizadas para a sua identificação ou para contato, respeitando sempre a sua privacidade. Caso deseje não receber e-mails comercias da CM Capital, entre em contato conosco através dos canais de atendimento.

Faça a sua denúncia

Por favor, preencha o formulário abaixo. A sua denúncia é totalmente anônima.