Agenda do investidor 26 a 30/9: IPCA-15, PIB dos EUA e inflação da Zona do Euro

Agenda do investidor 26 a 30/9: IPCA-15 e inflação da Alemanha, Zona do Euro e EUA.
Acompanhe os principais indicadores da semana.

A última semana de setembro chega com alguns indicadores importantes. A agenda do investidor traz dados sobre a inflaçao da Alemanha, Zona do Euro e EUA, além de uma prévia da inflação do Brasil, com o IPCA-15. Acompanhe tudo que pode movimentar o mercado essa semana.

Agenda do investidor da semana do dia 26/09 a 30/09
Agenda completa com indicadores economicos ao redor do mundo.

Agenda do investidor cheia no começo da semana

A segunda começou com o esperado Boletim Focus, publicação do Banco Central sobre as expectativas do mercado sobre os principais indicadores brasileiros.

  • IPCA: O indicador passa pela 13ª queda consecutiva no boletim, que aponta para 5,88% (de 6% na semana passada)
  • SELIC: Não apresentou mudanças, mantendo a expectativa para 2022 em 13,75%
  • PIB: Projeção do PIB sobe de 2,65% para 2,67% para 2022.
  • DÓLAR: As expectativas para 2022 continuam em R$5,20 pela 9ª semana seguida.

Por aqui, também tivemos a divulgação dos dados de Confiança do Consumidor, da FGV, que passou, pelo 4º aumento consecutivo, saindo de 83,6 em agosto, para 89,0 em setembro, alcançando o maior nível desde maio de 2020.

Na Alemanha foram divulgadas as Expectativas de Negócios, junto a Avaliação da Situação atual e do Índice Ifo de Clima de Negócios.

O indicador de negócios caiu para 84,3, o menor valor desde maio de 2020, em que o índice bateu 79,7. A leitura de setembro é abaixo do esperado para estimativas de mercado e do revisado em agosto.

A leitura abaixo do esperado pode ser reflexo de uma inflação alta, que enfraquece o sentimento empresarial. A Guerra da Ucrânia também merece atenção no cenário alemão, já que pode afetar as importações de energia.

Mais tarde o National Bureau of Statistics of China (NBS) divulga os números de Lucros corporativos e Lucros totais da indústria da China.

Terça-feira: dia de inflação

Dia movimentado para a inflação brasileira. No começo da manhã temos IPC pelo Instituto FIPE, que mede a variação dos preços ao consumidor do município de São Paulo.

Em seguida, os investidores terão acesso a Ata do Copom, que mostra detalhadamente as minutas da reunião do Comitê e os próximos passos para a política monetária brasileira.

E para finalizar a manhã brasileira, os investidores terão acesso divulgação do IPCA-15, que nos trará uma ideia do que esperar do IPCA do dia 10 de outubro.  

Quarta-feira

A Alemanha amanhece com indicadores importantes sendo divulgados, com o Clima do Consumidor do país, que deve continuar em queda, acompanhando os indicadores divulgados hoje, que indicam um futuro instável para a economia do país.

Às 8h da manhã, o CAGED divulga o Índice de Evolução de Empregos formais, atualmente em 218,9K vagas de empregos com carteira assinada no mês de agosto. A projeção do mercado é de um aumento para 268,7K de novas vagas abertas.

O Tesouro Nacional também apresenta o Relatório Mensal da Dívida Pública Federal (RMD) com dados sobre emissões, resgates, estoque, perfil de vencimentos e custo médio, dentre outras, para a Dívida Pública Federal.

Ainda em terras tupiniquins acontece a divulgação do Índice de Preços ao Produtor, que mede a variação dos preços recebidos pelos produtores de bens e serviços e é um dos principais componentes da inflação geral.

E para fechar os indicadores do dia o Bureau of Economic Analysis divulga a balança Comercial de Bens norte-americana. A divulgação da balança é seguida por um discurso de Powell, presidente do FED dos EUA. Os discursos de Powell normalmente são acompanhados pelo mercado por dar sinais sobre o futuro da política monetária do país.

Quinta-feira

Em uma semana agitada para o investidor brasileiro, a quinta-feira chega com os números do IGP-M, inflação medida pela FGV, que engloba diferentes etapas do processo produtivo e é amplamente utilizado na fórmula de reajuste de tarifas públicas e contratos de aluguel e prestação de serviços.

Após a divulgação da ata do Copom na terça-feira, é hora de ler o Relatório Trimestral de Inflação. O documento irá trazer os objetivos, limitações e medidas de política monetária do Banco Central, além de relembrar os resultados de decisões passadas, apresentar cenários futuros e avaliar os panoramas comportamentais da inflação.

O Tesouro Nacional também apresenta os resultados primários do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central). O resultado é baseado pela descrição das receitas e despesas primárias.

Ainda na quinta-feira, os investidores precisam ficar de olho na prévia do CPI da Alemanha, o CPI é um indicador de inflação que mede a variação dos preços na perspectiva do consumidor.

O PIB dos EUA também será divulgado na quinta-feira, às 9h30. O indicador é acompanhado pelos números de Consumo pessoal e do Deflator do PIB, que mede o valor de uma cesta de bens. Por ser um indicador da saúde da economia, o PIB norte-americano tem grande peso na economia mundial e no movimento das bolsas e mercados.

No final do dia o investidor pode acompanhar a divulgação de uma série de PMIs da China. O Índice de Gerentes de Compras é dividido por setor e na quinta-feira teremos os dados de Manufatura, industrial e Composto, que mede o nível de ambos os setores.

Fim da semana nada sossegado

O fim da semana chega carregado de indicadores, começando pelo PNAD Contínua, logo às 9h. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios divulga as flutuações e a evolução trimestral da força de trabalho e informações de desenvolvimento socioeconômico do País.

Alemanha e Zona do Euro apresentam Taxas de Desemprego, leituras altas podem ser consideradas como fraqueza no mercado de trabalho. A última leitura alemã teve queda da taxa, enquanto na Zona do Euro, houve aumento de 0,1% em comparação ao mês anterior. A projeção do mercado é que ambas as divulgações não venham com alteração.

Na Zona do Euro também haverá divulgação do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), indicador da inflação da região.

Os EUA têm sequência de divulgações encabeçada por Renda pessoal, seguida por gasto pessoal, deflator do PCE e Confiança do Consumidor.  A sequência de indicadores traz uma perspectiva do clima entre os consumidores frente as altas consecutivas da inflação.

E não termina por aí

Para fechar uma semana agitada, no domingo temos o primeiro turno das eleições para presidente, governador, senador, deputado federal e estadual. As eleições têm causado movimentações no mercado e a decisão do próximo governante pode acalmar o mercado, trazendo previsões de como serão as políticas fiscais e econômicas dos próximos 4 anos.

Gostou desse conteúdo e quer receber outros parecidos? É muito fácil, basta abrir uma conta na CM Capital para receber nossas comunicações.

Você também pode se interessar por:

Taxa zero para investir e realizar seus sonhos!

Comece a investir em poucos minutos e tenha acesso a plataformas profissionais gratuitas, plataforma de ensino gratuita, melhor custo-benefício para trader e investidor.
Atendimento via WhatsApp com espera média e de apenas 8 segundos.

Canal de Denuncia

"*" indica campos obrigatórios

Passo 1 de 2

Quando? ( data ou período de ocorrência)
DD barra MM barra YYYY
DD barra MM barra YYYY
Para acompanhar o andamento de seu relato, você receberá um número de protocolo que lhe será fornecido após o registro do relato.
Agradecemos sua iniciativa e confiança. Caso queira, pode inserir seu e-mail, nome e telefone para que possamos entrar em contato

Coleta e uso de informações

Durante a utilização dos nossos serviços, podemos solicitar o fornecimento de algumas informações pessoais, que poderão ser utilizadas para a sua identificação ou para contato, respeitando sempre a sua privacidade. Caso deseje não receber e-mails comercias da CM Capital, entre em contato conosco através dos canais de atendimento.

Faça a sua denúncia

Por favor, preencha o formulário abaixo. A sua denúncia é totalmente anônima.