Selic em 13,75%: Títulos pré ou prós-fixado?

Selic em 13,75%: Títulos pré ou prós-fixado?
Selic em 13,75%: Títulos pré ou prós-fixado?

O Banco Central manteve a Selic, taxa básica de juros, a 13,75% pela 5ª vez seguida na 1ª reunião do Copom no ano, que aconteceu nos dias 31/01 e 01/02. Mas, o que isso significa para os seus investimentos e, mais, agora é o momento de investir em papéis pré ou pós-fixados? Confira o que diz uma das especialistas da CM Capital.

Para Bianca Beneton, assessora e especialista em investimentos, diversos fatores devem ser levados em  consideração na hora de escolher entre um investimento pré ou pós, já que cada caso é um caso e não existe uma fórmula igualitária para  todos investidores.

Porém, a especialista explica alguns possíveis cenários. Caso o investidor tenha escolhido no passado um papel pós-fixado, “ele pode ficar tranquilo, pois vai acompanhar as oscilações da Selic e receber um percentual da taxa no vencimento do título. Esse percentual é “acordado” na aplicação do investimento, por exemplo 120% do DI”.

Já para quem adquiriu um investimento lá trás com uma taxa prefixada menor do que a Selic atual o cenário muda. O investidor não acompanha as oscilações do período, pois sua rentabilidade foi travada no momento da compra. No entanto, Beneton sugere duas opções:

A primeira, e mais recomendada, é “aguardar o vencimento do título e receber a remuneração acordada no ato da aplicação”. Caso o investidor não queira, a segunda possibilidade é: “entrar em contato com o atendimento da CM Capital para verificar as condições de saída antecipada do título”.

Agora, se o cliente não estiver posicionado, ou seja, não comprou nenhum investimento e quer comprá-lo neste momento para aproveitar a alta da Selic, a recomendação da assessora é:

“Primeiro precisamos estipular qual o prazo do seu investimento, pois isso impacta diretamente na rentabilidade. Para Investimentos de curto prazo [no máximo 1 ano] é mais interessante títulos pós-fixados, já para investimentos de longo prazo os títulos prefixados são mais interessantes”.

Como aproveitar a alta da SELIC?

Existem diversas aplicações para o investidor aproveitar a alta da Selic, como CDB, LCI, LCA, Tesouro Selic e outras. No entanto, como escolher qual rentabilidade atrelar ao seu título (pré, pós ou híbrida)? Para isso, é importante estar atento a taxa de juros e às expectativas futuras para ela.

Mas, calma, não precisa se preocupar se você não conseguir acompanhar todos esses movimentos. Aqui na CM Capital você irá encontrar analistas e assessores de investimentos que fazem esse acompanhamento diário para te oferecer as melhores oportunidades disponíveis no mercado.

Ficou interessado? É só entrar em contato com nosso atendimento, em até 8 segundos você será respondido.

Qual a relação entre a Selic e os investimentos?

A Selic é a taxa básica de juros da economia e funciona como o principal instrumento e política monetária utilizado pelo Banco Central para controlar a inflação, pois reflete em todas as outras taxas de juros do país, como as dos empréstimos, financiamentos e aplicações financeiras.

Renda fixa

Diversas aplicações financeiras de renda fixa estão direta ou indiretamente atreladas à taxa Selic. Isso é válido para títulos públicos ou privados. Diante disso, conforme mencionado, a elevação da taxa básica de juros pode favorecer a rentabilidade. Porém, se ela sofrer quedas, os efeitos serão opostos. Por isso, é indispensável ficar de olho na Selic.

Enquanto isso, aplicações prefixadas, cujas taxas de juros são definidas no momento da contratação, não sofrem os efeitos da Selic, caso o investidor carregue o título até o vencimento. No entanto, se houver a venda antecipada do título, este estará sujeito a marcação a mercado.

A Selic mais elevada sobe o rendimento de aplicações financeiras de renda fixa atrelados à Selic, ao IPCA e ao CDI. No entanto, como consequência, a alta da taxa diminui a atratividade dos investimentos de maior risco no mercado de renda variável, como as ações. Sendo assim, ela impacta diretamente no rendimento dos títulos do governo vendidos pelo Tesouro Direto, como o Tesouro Selic (LFT), por exemplo.

Outro impacto da taxa Selic é no Depósito Interbancário (DI), também conhecida como CDI, que representa os juros pagos pelos bancos ao realizarem transações interbancárias. A Selic funciona como um balizador para o DI, seu índice é menor que a taxa de juros, mas sempre muito próximo a ela.

Tesouro RendA+: Tudo sobre o novo título para aposentadoria

Renda variável

A queda ou elevação da Selic também influencia na renda variável, que tende a ser mais atrativa quando essa taxa está em queda. Isso é explicado pelo poder de compra da população que eleva a produção de empresas.

Então, as corporações se tornam mais lucrativas, o que pode favorecer o investimento nelas, como em bolsa de valores, por exemplo. Outro ponto positivo é que a redução da taxa favorece a negociação de dívidas empresariais. Logo, os acionistas também podem ser beneficiados nessa situação.

De todo modo, tanto a renda variável quanto a fixa apresentam riscos. Embora na primeira aplicação os riscos sejam maiores, as chances de alta rentabilidade são proporcionais. Isso tende a tornar a renda variável mais atrativa, em períodos de Selic em baixa.

Você também pode se interessar por:

Taxa zero para investir e realizar seus sonhos!

Comece a investir em poucos minutos e tenha acesso a plataformas profissionais gratuitas, plataforma de ensino gratuita, melhor custo-benefício para trader e investidor.
Atendimento via WhatsApp com espera média e de apenas 8 segundos.

Canal de Denuncia

"*" indica campos obrigatórios

Passo 1 de 2

Quando? ( data ou período de ocorrência)
DD barra MM barra YYYY
DD barra MM barra YYYY
Para acompanhar o andamento de seu relato, você receberá um número de protocolo que lhe será fornecido após o registro do relato.
Agradecemos sua iniciativa e confiança. Caso queira, pode inserir seu e-mail, nome e telefone para que possamos entrar em contato

Coleta e uso de informações

Durante a utilização dos nossos serviços, podemos solicitar o fornecimento de algumas informações pessoais, que poderão ser utilizadas para a sua identificação ou para contato, respeitando sempre a sua privacidade. Caso deseje não receber e-mails comercias da CM Capital, entre em contato conosco através dos canais de atendimento.

Faça a sua denúncia

Por favor, preencha o formulário abaixo. A sua denúncia é totalmente anônima.