12 erros dos investidores iniciantes na Bolsa de Valores

“É muito bom aprender com os erros, mas é melhor aprender com erro dos outros”, Warren Buffett.

Atualmente, falar de investimentos se tornou essencial. A bolsa de valores tem batido recorde atrás de recorde em novos cadastros de CPF. Mas será que todas essas pessoas estão realmente preparadas para o mercado financeiro?

Neste artigo, vamos falar sobre os 12 principais erros dos investidores iniciantes, desmistificando pontos importantes a serem levados em consideração antes das suas primeiras operações no mercado. Se você ficou curioso, não perca mais tempo e comece a ler agora mesmo!

1. Confundir investimento com aposta

Um dos principais erros hoje e, possivelmente, o que leva os investidores iniciantes ao fracasso no mercado financeiro, é confundir investimento com aposta. De longe, pode até parecer que ganhar dinheiro com investimentos é uma questão de sorte, mas isso está longe de ser verdade.

Antes de mais nada, o que se deve ter em mente é que o mais importante dentro do mercado é estudar muito e ter metas a serem seguidas. O mercado segue certa lógica e compreendê-la vai fazer com que você não fique tão à mercê da decisão dos outros.

2. Esquecer que os riscos existem

Por se tratar de renda variável e futuro variável, os riscos existem. É ilusão acreditar que você conseguirá atingir um investimento completamente seguro, portanto, esteja preparado para enfrentar as oscilações de preços e passar por elas com certa tranquilidade.

Assim sendo, o que podemos fazer é minimizar os riscos estudando e fazendo nossa lição de casa, mas sempre tendo em mente que eles vão existir. Dessa forma, tenha metas de ganhos e leve em consideração as perdas também!

3. Investir sem saber o seu perfil de investidor

Muitas pessoas entram no mercado sem respeitar seu perfil de investidor e isso diminui suas chances de sucesso. Existem vários tipos de investimentos e produtos, para todos os tipos de perfis: do conservador ao arrojado.

Não adianta colocar seu dinheiro em ativos extremamente oscilantes se o seu emocional não permite que você surfe as ondas de baixas e altas sem perder dinheiro.

Ao abrir conta aqui na CM Capital, você passa por um questionário com finalidade de encontrar qual é o seu perfil de investidor.

4. Não estudar sobre investimentos

Resultados nos investimentos dependem muito mais de estudo e estratégia do que de sorte. Por isso, ter uma boa preparação antes de entrar no mercado financeiro é fundamental.

Há diversas formas de você obter informações sobre investimentos. Existem livros, vídeos, artigos e muitas outras opções, inclusive cursos presenciais, como os da Geração Investimentos.

5. Investir pesando somente no curto prazo

Entre os principais erros de investidores, um dos mais comuns é esperar resultados rápidos, o que pode ser um grande inimigo dos lucros. Um exemplo:

Você comprou ações de uma determinada empresa por R$ 10,00 (fracionada), com a meta de vender em R$ 12,00. Porém, no dia seguinte você precisa do dinheiro e tem que se desfazer das ações, que no momento estão em R$ 8,00.

Desse modo, você assumiu um prejuízo de R$ 2,00 por ação.

Alguns dias após a operação, você observa que a ação chegou no ponto que você tinha previsto de R$ 12,00, mas você não está mais no papel.

É nesta hora que o planejamento anterior a compra é de extrema importância.

6. Ser ganancioso nas suas escolhas

Não se deixe levar pela euforia de uma rentabilidade acima da média com a compra de uma determinada ação ou pela compra de ativos somente por causa de notícias.

Como esse é um mercado volátil, o ganho de hoje pode facilmente se transformar em um prejuízo amanhã.

Lembre-se, planejamento e estudo são as palavras de sucesso. Projete os cenários futuros, levando em consideração o cenário atual e informações concretas.

7. Ter pressa para obter resultados

Essa dica é, praticamente, um resumo das duas últimas. Quando a combinação entre excesso de ganância e foco apenas no curto prazo acontece, não tem jeito, você acaba querendo os resultados para ontem — e isso não vai acontecer no mercado financeiro.

Entrar no mundo dos investimentos exige a compreensão de que você deverá ser paciente, estipular uma estratégia e ter o “sangue frio” para segui-la mesmo quando os indícios não são lá os melhores. Portanto, a pressa não combina nadinha com essa equação.

8. Tomar decisões muito emocionais

Pessoas que se deixam levar demais pelo emocional tendem a ter sérias dificuldades em obter bons resultados com os investimentos. O mercado é volátil e isso pode mexer com o senso de urgência de qualquer um. Imagine agora uma pessoa impulsiva vendo a sua carteira experimentar uma queda de mais de 60%. Qual você acha que seria a reação dela?

Muito provavelmente ela venderia tudo o quanto antes, arcando com um baita prejuízo. Por outro lado, se ela tiver a paciência de esperar, as companhias nas quais investiu podem se recuperar e os preços voltarem a subir, valorizando seus ativos.

Mas, atenção, isso não é apenas sobre sorte ou mesmo sobre surfar as ondas do mercado. É preciso adotar um método, montar uma estratégia e seguir logicamente as suas premissas. Você verá mais sobre isso logo adiante.

9. Não diversificar

“Não coloque todos os ovos na mesma cesta”, você já deve ter ouvido falar nesse velho ditado popular e ele pode nos ajudar no mundo dos investimentos.

Os investidores iniciantes não dominam as ferramentas de análise com precisão no começo. Dessa forma, ter uma boa carteira pode ajudar muito.

10. Não ter um método de investimento

Método de investimento nada mais é do que uma “receitinha” deixada por quem entrou no mercado de investimentos antes de você, cometeu muitos erros e descobriu um caminho por onde os riscos costumam ser menores.

Veja bem: colocar um barco no mar é muito mais seguro quando você tem uma rota traçada do que quando você simplesmente o joga à deriva. É por isso que um método de investimento pode mitigar os perigos de perder dinheiro com investimentos.

11. Não acreditar que pode investir bem por conta própria

Todos os investidores têm acesso as mesmas informações sobre o mercado. A diferença entre quem tem sucesso e quem fracassa na bolsa tem mais a ver com a sua postura, com a forma como busca se desenvolver, com os estudos e como controla suas emoções.

Os fatores psicológicos são fatais para investir, principalmente para os investidores iniciantes.

Pensando nisso, a CM Capital tem parceria com a Cissa Grilli, Coach do Trader, para te ajudar nesse ponto tão importante.

12. Falta de disciplina

Para finalizar, a falta de disciplina leva a maioria dos iniciantes no mercado a “quebrar” logo no começo. Ser inconsistente ou inconstante nas suas práticas pode colocar o seu dinheiro em risco.

Ter em mente o que se deseja no mercado é fundamental para o sucesso do investidor. Curto, médio ou longo prazo: saiba o que você quer. Estude, crie uma rotina e horas de tela. E mesmo que os resultados esperados não surjam de uma hora para outra, continue seguindo a sua estratégia.

O mercado de investimentos pode parecer bastante complexo, especialmente para investidores iniciantes. No entanto, com as informações certas, um pouco de estudo e muita prática, toda essa dificuldade vai desaparecendo e você começa a fazer escolhas mais conscientes e estratégicas pelo seu capital.

Agora que você já conferiu tudo o que não fazer e fugir dos principais erros de investidores iniciantes, que tal acompanhar outros conteúdos que ajudem você a se preparar para investir melhor? Assine nossa newsletter e tenha acesso a todos os nossos conteúdos diretamente pelo seu e-mail!

Escrito por Márcio Silva, Sócio-Fundador da Geração Investimentos.

Você também pode se interessar por:

Abra sua conta online e grátis