Resumo da semana: Feriado, Arcabouço Fiscal e dados de atividade são destaques

Resumo da semana: Feriado, Arcabouço Fiscal e dados de atividade são destaques
Resumo da semana: Feriado, Arcabouço Fiscal e dados de atividade são destaques

A semana foi recheada de indicadores e balanços corporativos que movimentaram o mercado financeiro. Confira o resumo de tudo o que movimentou o mundo dos investimentos no resumo da semana dos dias 17 a 21 de abril.

Resumo da semana: o mercado na palma da sua mão

Segunda-feira

Volume de serviços cai 3,1% em janeiro, aponta IBGE

Em janeiro de 2023, o volume de serviços no Brasil caiu 3,1% frente a dezembro, na série com ajuste sazonal. Com isso, o setor se encontra 10,3% acima do nível pré-pandemia (fevereiro de 2020) e 3,1% abaixo do ponto mais alto da série (dezembro de 2022). Na série sem ajuste sazonal, frente a janeiro de 2022, o volume de serviços avançou 6,1%, sua 23ª taxa positiva consecutiva. O acumulado em doze meses passou de 8,3% em dezembro de 2022 para 8,0% em janeiro de 2023, menor resultado desde setembro de 2021 (6,8%).

Vendas no varejo dos EUA caem 1,0% em março, mais que o esperado

As vendas varejistas nos Estados Unidos somaram US$ 691,7 bilhões em março, de acordo com estimativas com ajustes sazonais divulgadas nesta sexta-feira pelo Departamento do Comércio. O dado representou uma queda de 1% ante as vendas de US$ 698,6 bilhões fevereiro (dado revisado) e uma alta de 2,9% ante março de 2022. O consenso Refinitiv previa uma retração de 0,4% no mês.

Light nega possível captação de recursos por meio de FIDCs

A Light (LIGT3), empresa responsável pela distribuição de energia em 31 municípios do Rio de Janeiro, negou que estaria discutindo com credores uma potencial captação de recursos por meio de Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDCs). A companhia enfrente um grave desequilíbrio econômico-financeiro.

O esclarecimento, enviado ao mercado na noite desta quinta-feira (13), foi divulgado em resposta ao questionamento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) após notícia publicada pelo jornal Valor Econômico. A matéria afirma que a Light e credores estariam discutindo captação via FIDC de até R$ 2 bilhões “para a companhia continuar financeiramente viável até a renovação da concessão da distribuidora de energia Light Sesa”.

Diversificação de investimentos: o que é e por que é importante

Terça-feira

SpaceX tenta lançar foguete mais poderoso da história nesta segunda

A SpaceX planeja realizar nesta segunda-feira (17) o primeiro voo orbital da Starship, a nave espacial mais poderosa da história. A empresa do bilionário Elon Musk projetou o veículo para transportar pessoas e carga em futuras missões à Lua e a Marte.

A missão de teste da Starship está marcada para começar em breve, mas pode atrasar em até 2h30 por conta de uma janela já anunciada pela companhia. Se a tentativa desta segunda for adiada, o lançamento deverá ser remarcado ainda para esta semana. A expectativa é de que o voo dure cerca de 1h30. Ele começa na Starbase, base da SpaceX em Boca Chica, no sul do Texas, e termina no Oceano Pacífico, em algum ponto próximo à costa do Havaí. A missão não será tripulada.

Lagarde, do BCE, diz que não consegue imaginar os EUA entrando em default na dívida

 A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, disse que não prevê que os Estados Unidos entrem em default em sua dívida, afirmando que tal resultado teria consequências graves em todo o mundo. “Eu tenho grande confiança nos Estados Unidos”, disse Lagarde em uma entrevista para o programa “Face the Nation” da rede de televisão americana CBS no domingo (16). “Eu simplesmente não consigo acreditar que eles permitiriam que um desastre tão grande acontecesse.”

“Se acontecesse, teria um impacto muito, muito negativo não apenas para esse país, onde a confiança seria desafiada, mas em todo o mundo”, acrescentou Lagarde. “Eu entendo a política, eu mesma estive na política. Mas há momentos em que o interesse maior da nação deve prevalecer.”

Real é a 4ª moeda do mundo que mais subiu frente ao dólar em abril

Após uma semana em que o dólar teve sucessivas quedas no Brasil e fechou abaixo dos R$ 5 pela primeira vez em dez meses, o real chega à metade de abril sendo a quarta moeda que mais se valorizou frente à moeda americana em uma lista de 118 países.

A apreciação da moeda brasileira frente ao dólar acumulou 3,5% neste mês até aqui. Atualmente, visto pela cotação oposta e usada para as comparações internacionais, US$ 1 compra R$ 0,20, ante pouco mais de R$ 0,19 no início do mês.

Só na Zâmbia (+16,8%), no arquipélago do Pacífico Vanuatu (+4,9%) e na Colômbia (+4,9%) a moeda local cresceu mais em relação à norte-americana do que no Brasil. O ranking foi feito pela agência de classificação de risco Austin Rating a pedido da CNN, e considera o fechamento da taxa de câmbio de sexta-feira (14).

Lula diz à imprensa chinesa que Brasil não vai mais vender empresas estatais

O Brasil não vai vender mais empresas estatais, disse o presidente Luiz Inácio Lula da Silva à rede de televisão estatal chinesa CCTV. O petista esteve em Pequim nesta sexta-feira (14), e se reuniu com o presidente chinês, Xi Jinping, para a assinatura de acordos bilaterais.

“Não queremos ser vendedor nem só de commodities ou vendedor de empresa estatal”, afirmou Lula, segundo transcrição da conversa liberada pelo governo brasileiro. “O que o Brasil quer propor à China é que nós precisamos construir uma centena de coisas novas. Que passa por rodovia, por ferrovia, por portos, aeroportos, que passa por novas indústrias, que passa por empresas de químicas, que passa por investimentos novos.” É o que Lula vem chamando de “reindustrialização” do Brasil.

Quarta-feira

MST invade área da Suzano em Aracruz, no Espírito Santo

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) invadiu, na madrugada desta segunda-feira (17), uma propriedade da empresa fabricante de papel e celulose Suzano, em Aracruz, no Espírito Santo.

Segundo a assessoria do MST, a área seria patrimônio do governo do estado e estaria sendo usada há anos pela antiga Aracruz Celulose, que foi incorporada pela Suzano.

Em nota, o movimento afirmou que 200 famílias ocuparam o terreno, em dois pontos de ocupação. “A informação partiu do IDAF (Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal) na qual aponta que a Aracruz Celulose, atual Suzano, grila terra no estado há mais de três décadas, nos municípios de Serra, Aracruz, Linhares, São Mateus e Conceição da Barra. Chegando no total de mais de 11 mil hectares”, diz o comunicado.

Apple vira banco e oferece aplicação via iPhone

A Apple acaba de consolidar mais um passo na ampliação da oferta de serviços financeiros. Após lançar produtos como o Apple Card, Apple Cash e Daily Cash, a empresa se uniu ao Goldman Sachs para lançar uma conta poupança que, segundo a empresa, remunera até 10 vezes mais que a média nacional nos Estados Unidos. O serviço foi lançado para aqueles que possuem o Apple Card, cartão de crédito da empresa.

A novidade já havia sido anunciada em outubro do ano passado, mas somente agora começaram as operações. Depois de configurar a nova poupança, o usuário receberá depósitos automáticos do Daily Cash diretamente nesta conta. O dinheiro passa a render instantamente. O Daily Cash é o serviço de ‘cashback’ da Apple, em que o cliente recebe uma parte do valor pago na compra de volta, normalmente algo em torno de 2%. O rebate vale para compras feitas por meio do cartão da Apple (Apple Card).

Receita diz que ‘não volta atrás’ em cerco a sites asiáticos

Em defesa do combate ao “contrabando digital”, o secretário da Receita Federal, Robinson Barreirinhas, disse nesta segunda (17), que o Ministério da Fazenda não deve recuar em fazer com que as empresas do comércio eletrônico paguem o imposto devido. O governo Lula fechou o cerco a varejistas asiáticas como a Shein, que estariam burlando a tributação ao usar como brecha a isenção fiscal sobre compras internacionais entre pessoas físicas no valor de até US$ 50.

“Não vamos voltar atrás. Há tributação, e não é efetivada. Tomaremos medidas para tornar eficiente a tributação que já existe”, disse.

O secretário não tratou do fim da isenção para o envio de encomenda de pessoa física para pessoa física de até US$ 50. O secretário não tratou do fim da isenção para o envio de encomenda de pessoa física para pessoa física de até US$ 50.

BALANÇA COMERCIAL

A balança comercial brasileira registrou superávit comercial de US$ 2,204 bilhões na segunda semana de abril. De acordo com dados divulgados nesta segunda-feira, 17, pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), o valor foi alcançado com exportações de US$ 7,539 bilhões e importações de US$ 5,335 bilhões.

O saldo acumulado em abril chegou a US$ 5,067 bilhões e, no ano, o superávit é de US$ 20,911 bilhões. As exportações registraram alta de 6,3% na média diária de abril ante o mesmo período do ano passado, com elevação de 21,6% na Agropecuária, expansão de 12% na Indústria Extrativa e queda de 5% nas vendas de produtos da Indústria de Transformação.

Produção industrial recua 0,2% em fevereiro, 3º mês sem crescimento

A produção industrial do Brasil apresentou retração de 0,2% entre os meses de janeiro e fevereiro, de acordo com os dados divulgados hoje pelo IBGE, resultado em linha com o esperado pelo mercado. Na comparação com o mesmo período de 2022, o indicador apresentou queda de 2,4%. No acumulado dos últimos 12 meses, houve queda de 0,2% na produção do setor.

Em relação aos dados do mês de fevereiro, a composição do indicador sob a ótica das grandes categorias econômicas mostra que houve queda em apenas uma das três categorias que compõem a pesquisa. O grupo de Bens de Capital, avançou 0,1% no mês de referência, no entanto, no acumulado dos últimos 12 meses, apresenta queda de 1,7%, indicando que a capacidade de oferta da indústria recuou no período.

Em relação ao grupo de Bens Intermediários, houve um avanço de 0,5% no mês de fevereiro, porém, assim como Bens de Capital, o grupo apresenta queda de 0,9% em relação ao desempenho acumulado nos últimos 12 meses. A única categoria que apresentou queda foi Bens de Consumo que no mês de fevereiro recuou 0,3%, sendo o item de Bens de Consumo Duráveis o maior responsável por este movimento. 

Governo recua, e Haddad diz que manterá isenção de impostos em encomendas internacionais

Diante da repercussão negativa sobre a taxação de compras internacionais, o governo federal recuou nesta terça-feira (18) e afirmou que vai manter a isenção para remessas internacionais de até US$ 50 (cerca de R$ 250) entre pessoas físicas.

A informação foi confirmada pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, um dia após o secretário da Receita Federal, Robinson Barreirinhas, ter indicado que o governo desistiria de editar uma Medida Provisória (MP) para acabar com a isenção.

“Isenção [de remessas até US$ 50] não vai deixar de existir para pessoa física. Mas o presidente nos pediu ontem para tentar resolver isso do ponto de vista administrativo. Ou seja, coibir o contrabando”, afirmou Haddad. “Nós sabemos que tem uma empresa que pratica essa concorrência desleal, prejudicando todas as demais empresas, tanto do comércio eletrônico quanto das lojas”.

Governo entrega Nova Regra Fiscal

Foi entregue ontem ao presidente da Câmara Arthur Lira o texto da Nova Regra Fiscal (NRF), que deverá ser discutida e votada no âmbito do Legislativo no decorrer das próximas semanas.

O projeto, além de contar com os dispositivos já conhecidos até então, como o crescimento das despesas em função da variação da receita líquida e a introdução de um sistema de metas para o resultado primário do país, trouxe algumas surpresas até então desconhecidas do mercado e que devem afetar em alguma medida as projeções preliminares feitas com base apenas nas informações que haviam sido divulgadas pelo ministro da Fazenda no final de março.

No campo da arrecadação, foi resolvida a dúvida que pairava sobre o período em que seria feita a trava para o cálculo da receita líquida a ser utilizada como base para a variação das despesas, com junho sendo o mês escolhido para tal. Havia discussão sobre a utilização de fevereiro como mês de referência em função do processo de elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Outros pontos importantes que foram apresentados contemplam o cálculo da receita líquida que balizará o reajuste das despesas, que deverá excluir valores relacionados a concessões, permissões, pagamentos de dividendos, participações e royalties relacionados à exploração de recursos naturais, além de transferências legais e constitucionais à estados e municípios.

O mecanismo pode ser considerado positivo, uma vez que exclui a possibilidade de aumentos em demasia no nível de despesas do país em períodos marcados por arrecadações extraordinárias no campo das receitas não administradas pela Receita Federal, vide o que aconteceu em 2022, quando a escalada do preço do barril de petróleo gerou ganhos vultosos ao país através do pagamento de dividendos por parte da Petrobrás.

A medida ajuda ainda a evitar que sejam realizadas privatizações e concessões sem critério técnico e apenas com vistas a angariar mais recursos para serem computados no momento de expansão das despesas do governo para o ano subsequente.

Menos novidades foram notadas no que diz respeito à maneira de se contabilizar transferências da União para estados e municípios e mesmo nas despesas contempladas pela NRF. No primeiro caso, como já havia sido mencionado anteriormente, gastos com transferências constitucionais, piso salarial da saúde e Fundeb não serão contabilizados para cálculo da receita líquida. Transferências para universidade públicas e despesas com a Justiça Eleitoral também não entrarão na regra. O potencial de impacto destas exceções é pequeno e não deve gerar grandes distorções no resultado da NRF.

O destaque negativo neste caso pode ser atribuído à exclusão da capitalização de empresas estatais não financeiras da base de cálculo das despesas, permitindo que tais órgãos possam receber recursos sem necessariamente ter uma contrapartida técnica ou em períodos de conjuntura econômica adversa, algo relacionado muitas vezes à movimentos de natureza estritamente política.

Quinta-feira

A Justiça do Rio Grande do Sul aceitou o pedido de recuperação judicial do Grupo Gramado Parks.

A empresa é emissora de uma série de CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários) que estão na carteira de diversos fundos de investimento imobiliário (FIIs). A empresa alega que tem dívidas que somam R$ 1,36 bilhão.

O juiz Silvio Viezzer, da Vara Regional Empresarial da Comarca de Caxias do Sul, aceitou o pedido de três das quatro empresas do grupo, e ainda determinou que a securitizadora Fortesec, responsável pela emissão dos CRIs, faça a devolução dos recebíveis em até 48 horas, sob pena de multa de R$ 100 mil. O Devant Recebíveis Imobiliários (DEVA11), Hectare CE (HCTR11), Versalhes Recebíveis Imobiliários (VSLH11) e Serra Verde (SRVD11) estão entre os FIIs com exposição aos CRIs da Gramado Parks.

Biden vai anunciar doação de 500 milhões dos EUA para o Fundo Amazônia, diz Casa Branca

O presidente norte-americano Joe Biden irá anunciar nesta quinta-feira (20), durante o Fórum Virtual de Grandes Economias sobre Clima e Energia, uma doação de US$ 500 milhões ao Fundo Amazônia. Segundo documento divulgado nesta manhã pela Casa Branca, a doação será feita diante do “renovado compromisso do Brasil de acabar com o desmatamento até 2050.”

“O presidente também chamará outros líderes a apoiarem o Fundo Amazônia”, afirma o texto. Em março, durante visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Washington, o governo Biden ofereceu uma doação de 50 milhões ao fundo. O valor acabou não sendo divulgado por ter sido considerado baixo frente a compromissos assumidos por outros países.

Meta (META34) faz nova rodada de demissões como parte de plano anunciado em março

A Meta ([ativo=META34]) realizou nesta quarta-feira (19) mais uma rodada de demissões. Desta vez, os departamentos atingidos foram as equipes de tecnologia e de engenheiros. O novo corte — o terceiro da empresa nos últimos meses — faz parte de mais uma tentativa do presidente-executivo, Mark Zuckerberg, de cortar custos e tornar a empresa mais eficiente.

Em março, a Meta se tornou a primeira grande empresa de tecnologia a anunciar uma segunda rodada de demissões em massa, que, segundo a companhia, ocorreria em três fases ao longo de vários meses, afetando 10 mil funcionários.

Fazenda lança pacote com 13 medidas para estimular crédito e destravar PPPs

Os secretários do Tesouro Nacional, Rogério Ceron, e de Reformas Econômicas, Marcos Pinto, concedem, na manhã desta quinta-feira (20), coletiva à imprensa, sobre os pacotes de Medidas Estruturais de Crédito e Garantia para Parcerias Público-Privadas de Entes Subnacionais.

O pacote inclui três medidas relacionadas a projetos de lei já em tramitação no Congresso Nacional, que passam a receber agora o apoio formal do governo; seis medidas que serão viabilizadas com novos projetos de lei encaminhados ao parlamento; e quatro medidas infralegais, que não precisam do aval de deputados e senadores para entrarem em vigor.

As ações têm como objetivo facilitar o acesso e reduzir as taxas de juros no mercado de crédito nacional. A ideia é reduzir barreiras e ineficiências existentes no mercado de crédito; proteger investidores no mercado de capitais; melhorar o funcionamento das instituições que dão suporte aos mercados bancário e de capitais; e aprimorar o processo de utilização de garantias. Com isso, o governo espera ampliar o acesso ao mercado de crédito de forma sustentável, reduzindo custos operacionais, inadimplência e taxas de juros do crédito final aos consumidores.

STF julga ação sobre rendimento do FGTS nesta quinta (20)

O Supremo Tribunal Federal (STF) julga nesta quinta-feira (20) ação que deve definir a taxa de correção do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A matéria pode resultar em ganhos significativos aos trabalhadores com carteira assinada.

O julgamento pode determinar que os valores nas contas do FGTS deveriam ter sido corrigidos sempre pela inflação e não pela Taxa Referencial (TR), como ocorre desde 1991. Caso houvesse correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) entre 1999 e 2023, o ganho aos trabalhadores chegaria a R$ 720 bilhões, segundo estimativa do Instituto Fundo de Garantia, voltado a evitar perdas no FGTS por seus associados.

Pela legislação, o FGTS rende 3% mais TR (hoje em 0,15%) ao ano. Para o advogado João Badari, as condições atuais fazem o fundo se assemelhar a “uma poupança que não rende”.

Sexta-feira

O dia é de feriado Dia de Tiradentes no Brasil. Com isso, a Bolsa de Valores não irá realizar operações. No entanto, no cenário internacional o mercado aguarda dados de Vendas no Varejo do Reino Unido e PMIs composto, de serviços e industrial na Zona do Euro e Estados Unidos.

Você também pode se interessar por:

Taxa zero para investir e realizar seus sonhos!

Comece a investir em poucos minutos e tenha acesso a plataformas profissionais gratuitas, plataforma de ensino gratuita, melhor custo-benefício para trader e investidor.
Atendimento via WhatsApp com espera média e de apenas 8 segundos.

Canal de Denuncia

"*" indica campos obrigatórios

Passo 1 de 2

Quando? ( data ou período de ocorrência)
DD barra MM barra YYYY
DD barra MM barra YYYY
Para acompanhar o andamento de seu relato, você receberá um número de protocolo que lhe será fornecido após o registro do relato.
Agradecemos sua iniciativa e confiança. Caso queira, pode inserir seu e-mail, nome e telefone para que possamos entrar em contato

Coleta e uso de informações

Durante a utilização dos nossos serviços, podemos solicitar o fornecimento de algumas informações pessoais, que poderão ser utilizadas para a sua identificação ou para contato, respeitando sempre a sua privacidade. Caso deseje não receber e-mails comercias da CM Capital, entre em contato conosco através dos canais de atendimento.

Faça a sua denúncia

Por favor, preencha o formulário abaixo. A sua denúncia é totalmente anônima.