Blog

Mercado Fracionário de Ações: vale a pena investir?

Quem busca opções de investimento mais acessíveis geralmente encontra excelentes ativos no mercado fracionário. A ação fracionada é uma forma de comprar e vender papéis sem precisar adquirir um lote integral, o que permite montar uma carteira com pequenos aportes.

Uma ação negociada a R$10,00, por exemplo, exigiria R$1.000,00 do investidor em um lote padrão, que contém 100 unidades. Já no mercado fracionário, podemos ingressar, até mesmo, comprando uma unidade. Logo, a barreira de entrada é menor, e torna-se mais fácil diversificar os investimentos.

Neste conteúdo, explicamos como funciona o mercado fracionário e quais são as características das ações fracionárias. Continue a leitura e tire as suas dúvidas!

O que é o mercado fracionário de ações?

O mercado fracionário de ações é caracterizado pela negociação de ações sem a necessidade de aquisição de um lote mínimo. Ele se diferencia justamente por permitir comprar um número menor que o lote obrigatório do mercado comum, o que faz com que o investimento mínimo seja bem menor.

Sendo assim, aquelas pessoas que têm interesse em investir em ações, porém, não contam com um bom capital disponível podem apostar no mercado fracionário. A ideia é justamente possibilitar a compra da quantidade de ações desejada, sendo elas entre 1 e 99.

Por isso, a ação fracionada seria uma opção para investir com pouco dinheiro. Além disso, o modelo permite que o pequeno investidor consiga diversificar a carteira de ações, em vez de expor o patrimônio a um único tipo de papel.

Imagine, por exemplo, um aporte de R$2.000,00. Em vez de alocar os recursos em uma única empresa— comprando um ou dois lotes—, o investidor poderia compor uma carteira com diferentes ações fracionadas, usando da diversificação para reduzir riscos com a renda variável. 

Quais as diferenças entre o Mercado Integral e o Fracionário?

No mercado integral, a negociação das ações ocorre em lotes que também tem o nome de lotes-padrão. A B3, Bolsa de Valores brasileira, tem uma organização que costuma ser de 10, 100, 1.000 ou mais ações. As empresas que têm capital aberto na bolsa definem o padrão desejado por lote.

Normalmente, como já foi dito, ele costuma ter 100 ações, mas isso pode variar dependendo do tipo de ativo. A maneira mais fácil de descobrir isso é por meio das consultas aos lotes de negociação.

Por exemplo, uma determinada empresa define que a sua negociação poderá ser feita em quantidade múltipla de 100 ações, por exemplo, 100, 200, 500 e 1.000. Mas, então, é impossível comprar abaixo de 100 ações? É aí que temos o mercado fracionário.

Tal mercado permite que sejam negociadas frações do lote-padrão, isso significa que a negociação é feita de maneira unitária, permitindo que os investidores com capital reduzido possam participar do mercado de ações. Para saber se a empresa permite isso, é importante checar a inserção da letra F após a colocação do código da companhia na bolsa.

Além dessas diferenças, existem fatores, como a procura de oferta e compra, que são diferentes. Outro ponto que merece ser ressaltado é relativo à liquidez no mercado fracionado. Por ter um valor menor, consequentemente, a liquidez também é baixa. Assim, para aqueles investidores de curto prazo, a opção talvez não seja a mais adequada, uma vez que pode existir dificuldades na necessidade de uma venda urgente.

Vale a pena operar no mercado fracionário de ações?

O mercado fracionário de ações oferece algumas vantagens, o que permite uma operação atraente para aqueles investidores que estão começando na bolsa de valores. Portanto, confira a lista a seguir e saiba o porquê tal investimento vale a pena!

Diversificar a carteira de investimentos

Para aqueles investidores que não contam com tantos recursos, o mercado fracionário permite a diversificação da carteira. Afinal, quando um ativo só pode ser adquirido em lote-padrão, dificilmente uma pessoa conseguirá comprar tantos lotes diferentes.

Então, é interessante que, ao contar com recursos limitados, você opte por operar nesse tipo de mercado, a fim de ter mais opções de compra e venda de ativos, fazendo com que a sua carteira seja mais atrativa do ponto de vista da lucratividade.

Ter retornos a longo prazo

Dependendo das suas ambições para os investimentos, como independência financeira, obter lucros a longo prazo é o cenário ideal. Se esse for seu caso, o mercado fracionário pode ajudar. Isso porque, como já foi destacado, a sua liquidez é menor, trazendo vantagens para investimentos longos.

Sendo assim, se você tem objetivos maiores, optar pelo mercado fracionário pode impulsionar a sua lucratividade no decorrer do tempo, permitindo-o realizar as suas conquistas.

Cuidar do valor cobrado em taxas

Para garantir o aproveitamento dos benefícios, é preciso estar atento ao valor cobrado em relação às taxas. Imagine que a instituição que fará a corretagem tenha uma taxa fixa de R$ 20 por operação. Se você comprar R$ 200 em ações, 10% do seu investimento será perdido com a taxa.

Assim, quanto maior investimento, mais diluído ficará o encargo. Se a transação fosse de R$ 2 mil, o valor equivaleria à 1% do que foi investido.

De modo geral, para aqueles que operam no mercado fracionário é interessante buscar instituições que cobrem uma taxa diferente para aqueles que operam com valores menores ou ainda por aqueles que usam a tabela Bovespa — que, dependendo do valor total da transação, aplicam taxas fixas ou mesmo variáveis.

Como operar no mercado fracionário?

Para fazer o processo no home broker é preciso procurar pela ação desejada e incluir a letra F ao final desta, visto que é ela que identificará a característica fracionada. Por exemplo, se uma pessoa optar por comprar ações da Eletrobras (ELET6), ela terá que procurar por ELET6F.

No entanto, nessa busca, ainda é preciso analisar o spread, bem como a liquidez e cotação das ações que deseja adquirir. Ao fazer um comparativo do capital disponível para a compra, é mais fácil detectar se a operação valerá a pena e qual o valor que o papel teria que atingir para compensar o custo-benefício.

Afinal, de nada adianta comprar uma ação se as taxas de corretagem dela só valerem a pena se subirem muito, contando com um cenário super otimista. Sem contar que ainda há a incidência de uma tarifa quando feita a transferência do montante para uma conta na corretora.

Passo a passo para comprar uma ação fracionada

A partir da visão geral sobre como investir em ações fracionadas, elaboramos um passo a passo para que você consiga comprar esses ativos. 

Abra sua conta em uma corretora

O primeiro passo é abrir a conta em uma corretora de valores. No caso da CM Capital, o processo pode ser concluído online, mediante o envio de documentos e preenchimento de dados cadastrais. A partir de então, você tem acesso à plataforma de investimentos.

Avalie o seu perfil de investidor

A seguir, você deve conhecer o seu perfil de investidor: conservador, moderado ou agressivo. A partir dessa definição, entendemos quais são os percentuais de renda fixa e variável indicados para sua carteira de investimentos, identificando quanto é recomendável aplicar em ações.

Fazer o depósito para corretora

Os recursos para montar a sua carteira de investimentos devem ser transferidos para a conta na corretora de valores. É um procedimento bem simples, porque basta realizar um TED para sua conta na corretora. 

A transferência entre contas deve ter origem no mesmo CPF. Muitos iniciantes têm dúvidas sobre esse procedimento. Se for o seu caso, você pode consultar o passo a passo para transferência de recursos em nosso site.

Aprenda a usar o home broker

A ação fracionária pode ser encontrada na plataforma home broker. Geralmente, esses softwares exibem as informações em painéis, como cotações, ordens enviadas e saldo em conta.

Emita a ordem de compra

No home broker, você deve enviar a ordem de compra, usando o padrão nome da ação acrescida da letra “F”. A ordem de compra pode adquirir a ação pelo preço de mercado, programar compras caso as ações alcancem um preço previamente estipulado, entre outras medidas.

Diversifique a sua carteira

No mais, vale a atenção com os riscos que a renda variável apresenta. Afinal, se trata de ações e o mercado costuma ter oscilações tanto positivas quanto negativas. Portanto, é interessante fazer um estudo primeiro de como as ações do seu interesse tem se comportado ao longo do tempo, mas também buscar dados sobre a empresa. Além disso, procure diversificar a sua carteira para gerenciar os riscos dos investimentos.

Apesar de ter uma liquidez menor e alguma arbitragem dos preços, o mercado fracionário de ações é bastante atrativo para o pequeno investidor, permitindo a ele aplicar valores menores do que o lote padrão em ações. Sem contar que permite diversificar investimentos, uma prática valorizada quando se trata da Bolsa de Valores.

Na CM Capital, você consegue realizar todos os passos necessários para começar a investir no mercado fracionário. De identificar o seu perfil de investidor até abrir a conta e efetivar as compras no home broker, tudo pode ser feito online.

Aliás, as ações no mercado Fracionário, FII´s, Tesouro Direto e ETF´s são disponibilizadas com taxa zero de corretagem. E nossos especialistas estão à disposição por WhatsApp para ajudar você, tirando dúvidas e orientando sobre as melhores opções de investimentos. 

Com isso, você vai investir em ação fracionada, adotando boas práticas para cuidar do seu patrimônio e gerenciar os riscos. Afinal, é importante buscar uma boa rentabilidade, sem perder de vista a necessidade de diversificar os investimentos e compor uma carteira adequada ao seu perfil.

Para investir com a gente, conheça os serviços da CM Capital e abra gratuitamente a sua conta online!

Você também pode se interessar por:

Abra sua conta online e grátis