Blog

Investir na crise: saiba quais são os melhores investimentos para esse período

Não, você não leu errado. Ainda que o mundo esteja passando por diversos problemas, muitos especialistas falam sobre investir na crise. Mas será que é uma boa ideia? Por onde começar? Quais oportunidades podem surgir dessa medida?

Responder a essas questões é fundamental para que o investidor, independentemente de seu perfil, seja capaz de tomar a melhor decisão possível em relação às suas finanças. Neste conteúdo, vamos nos aprofundar no assunto. Dessa forma, se tornará mais simples fazer as escolhas ideais às suas necessidades. Se interessou pelo tema? Então, continue a leitura!

Motivos para investir em períodos de crise

Antes de decidir se as aplicações são, nesse momento, positivas ou negativas em seu caso, é importante se questionar sobre as razões disso. Afinal, por que investir agora? Bem, a resposta depende de certos fatores. Entre eles, o principal é: quem não se incomoda em assumir alguns riscos é capaz de se beneficiar amplamente.

Além disso, existem opções voltadas a todos os perfis — até mesmo aos que colocam a segurança das finanças em primeiro lugar, ou seja, os conservadores. Encontrá-las é uma questão de se informar ao máximo em relação às possibilidades, respeitar seus limites e não cair em furadas. Outros pontos relacionados serão abordados a seguir.

Benefícios de investir na crise

Sim, é possível contar com vantagens ao tomar essa atitude — desde que os fatores citados acima sejam levados em consideração. Alguns deles incluem encontrar oportunidades mais acessíveis, que em períodos normais não existiriam e realizar aplicações em setores que fornecem necessidades imediatas à população.

Em outras palavras, pense nas vendas online. Elas cresceram amplamente nos últimos meses. Só em março de 2020, atingiu uma alta de 42,31%. Isso significa que pessoas que identificaram essa tendência um tempo antes e investiram nela, tiveram lucros significativos.

Contudo, é preciso ficar atento. Nem sempre o risco compensará e, se o seu perfil de investidor não é confortável com a ideia de perder dinheiro, é importante conhecer opções variadas no momento de aplicar. Assim, você será capaz de escolher aquelas que são verdadeiramente adequadas às suas demandas.

Melhores investimentos em período de crise

Entendendo um pouco mais sobre o panorama do mercado em momentos críticos — e compreendendo a relação entre gestão de risco, conhecimento de mercado e rentabilidade — é interessante conferir opções. Confira abaixo.

Renda fixa

Independentemente da tolerância a riscos, segurança é um fator importante. Para os arrojados, essa palavra deve ser sinônima de evitar falsas promessas de rendimento, em especial ao aplicar em ações na crise. Dessa forma, impede-se a perda de dinheiro. Já no caso dos moderados e conservadores, ela pode significar a manutenção de títulos da renda fixa.

É certo que alguns investidores que aplicaram em opções atreladas à inflação sofreram desilusões. Porém, elas não significam que eles devam partir para alternativas que não se enquadram em seu perfil. No que diz respeito aos conservadores, a ideia é buscar por opções que não tenham sido diretamente afetadas pela crise, como os títulos pré-fixados e o IPCA.

Essas duas opções continuarão pagando o “prometido” no vencimento, o que significa que não houve prejuízo. Fundos de renda fixa geridos por especialistas também tendem a ser ideais aos que não sabem, exatamente, de qual forma agir nesse momento. Ao contar com uma corretora de valores de qualidade, será possível acessar esses profissionais e conversar com eles sobre as especificidades de seu planejamento financeiro.

Finalmente, é hora de falar dos moderados. Mesmo que a renda fixa não seja a opção mais rentável do momento, especialistas recomendam que, pelo menos, 20% da carteira continue focada nela. É interessante contar com opções que promovam liquidez imediata.

Ações

Essas são opções que ganharam bastante atenção de quem busca investir na crise. Nos últimos tempos, os investimentos na bolsa cresceram o dobro em relação ao ano anterior. Contudo, isso não significa que essa é a opção certeira para quem deseja lucrar. O cenário está bastante volátil no momento e pode culminar em más escolhas na vida financeira.

É possível acessar centenas de carteiras recomendadas aos investidores arrojados e moderados. Porém, no momento que você ler as informações, é provável que as sugestões já tenham sido seguidas por outras centenas de pessoas, o que tende a desvalorizar o papel. A fim de montar um esquema organizado e ideal no seu caso, a ajuda profissional é sempre indicada.

Imóveis

Esse tipo de investimento dificilmente se torna obsoleto. A aplicação em bens e propriedades é uma das favoritas em todo o mundo — e não deixou de ser durante a crise. Tanto os imóveis em si quanto os fundos imobiliários são boas opções. Isso, é claro, desde que esteja transparente a necessidade de se informar sobre o assunto e pensar no longo prazo.

Fundos multimercados

Muitos profissionais recomendam essa opção a quem deseja entrar, aos poucos, no universo da renda variável. Ela conta com a gestão profissional, estratégias voltadas a cada fase vivida no mercado financeiro e versatilidade. Perfeito aos que ainda não sabem qual opção é a mais indicada para si e não deseja arriscar.

É essencial contar com uma corretora de valores reconhecida por sua seriedade nesse momento. Somente assim você contará com uma equipe qualificada e que tomará as melhores decisões possíveis.

Dicas para começar a investir na crise

Apenas conferir algumas opções não é suficiente a quem começar a realizar aplicações em momentos delicados. Aliar alguns pontos também se faz imperativo. São eles:

  • conhecimento e respeito ao seu perfil de investidor;
  • estudo e pesquisas sobre o mercado;
  • delimitação de objetivos e metas de curto, médio e longo prazo;
  • planejamento financeiro adequado;
  • auxílio de gestores especializados;
  • diversificação de carteira etc.

Independentemente de você se identificar como um indivíduo conservador ou agressivo ao investir, é imprescindível apostar em uma carteira variada. É ela que otimizará sua segurança, caso algo saia do planejado. O mesmo vale em termos da organização das finanças. É extremamente recomendado contar com uma boa reserva de emergência ao investir na crise. Assim, as chances de sucesso se tornam maiores.

Se você se interessa pelo assunto, não deixe de maximizar seu planejamento financeiro pessoal antes de dar início aos investimentos. Com os devidos cuidados, você dará um impulso em sua vida financeira!

investir na crise

Você também pode se interessar por:

Abra sua conta online e grátis