Controle emocional nos investimentos

Warren Buffett é um dos maiores investidores do mundo, e sua fortuna não foi construída por acaso, sendo fruto de uma atitude pessoal importantíssima: o controle emocional nos investimentos.

Para ele, “o sucesso nos investimentos não tem a ver com QI… o que você precisa é do temperamento correto para evitar cair nas armadilhas de curto prazo que prejudicam a maioria dos investidores”.

Saber lidar com as emoções conflitantes que o mercado de valores causa nos investidores é o que aumenta as chances de sucesso. Se você quer conhecer mais sobre a importância desse controle e aprender a aplicá-lo em seu dia a dia, continue a leitura deste artigo!

A importância do controle emocional nos investimentos

É bem provável que você já tenha ouvido falar que dinheiro não traz felicidade. O fato, porém, é que, quando se trata de finanças, muitas emoções são envolvidas, o que faz com que a questão seja mais complexa. Da euforia pelo ganho à frustração pela perda, há uma série de estudos que falam sobre os sentimentos suscitados a partir da relação com o dinheiro.

A inteligência emocional é necessária quando se trata de investimentos em ações. Afinal, esse mercado é volátil, e o investidor precisa lidar com incertezas. Um dos maiores medos entre as pessoas é o de não ter dinheiro ou perdê-lo, o que, às vezes, ultrapassa o campo racional, fazendo com que elas reajam e cometam erros em sequência.

Para ficar mais claro, suponha que a sua estratégia seja de day trade. Ou seja, você precisa operar diariamente para poder obter os resultados desejados. Como dissemos, a bolsa de valores oscila, e, dependendo da tomada de decisão, num dia você pode ganhar e, no outro, perder.

O controle emocional será fundamental para saber como agir em cada momento, pois você não pode mudar o que o mercado está fazendo, apenas as suas ações.

Como dito, tanto a frustração quanto a euforia podem interferir na hora de determinar por qual caminho seguir. Saber lidar com isso é o segredo não só para não desistir, mas também para analisar o mercado de maneira mais racional. Ainda, isso o ajudará em três pontos importantes:

  • aumento das oportunidades de lucratividade e maior tranquilidade e segurança no investimento;
  • diminuição do risco de investimento;
  • maior conhecimento sobre a empresa na qual investirá.

O efeito manada

Na bolsa de valores, existe uma tendência de a perda de valor acontecer de maneira muito mais rápida do que o movimento de alta. Isso tem uma explicação: a queda da bolsa afugenta os investidores, levando ao que chamamos de efeito manada.

Esse termo descreve a situação em que um grupo de pessoas reage de maneira similar, mesmo que irracionalmente, apenas por causa da pressão exercida pelo grupo ao qual pertence. No mercado financeiro, isso é representado por um conjunto de investidores seguindo o comportamento e também tomando decisões com base no que os outros players estão fazendo. Mas qual seria o real problema de tal ação?

Bem, os investidores podem ter prejuízos justamente por preferir seguir no erro dos outros a tomar uma decisão sozinhos e arcar com as consequências. O medo de perder é tão grande a ponto de acender um alerta entre os traders, que começam a vender as ações sem refletir. Isso é o que leva o mercado a sofrer com a queda.

Claro, o contrário também acontece: quando um ativo se valoriza, muitos começam a adquiri-lo. No entanto, eles não veem que isso pode fazer com que paguem mais caro pelo ativo de uma organização, visto que eles precisam esperar a confirmação da bolsa de valores para continuar faturando.

O que fazer para manter a calma e tomar as melhores decisões

Manter a calma é crucial para realizar os melhores investimentos. O primeiro passo para ter essa segurança é justamente conhecer o mercado no qual você está entrando. A bolsa de valores tem uma série de especificidades e tipos de ativos comercializados, que atendem a diferentes perfis de investidores.

Ter o conhecimento sobre o comportamento desse segmento o ajudará na tomada de decisões, bem como a pensar de maneira mais racional quando for investir, mas existem outras dicas que podem servir para esse momento, como mostraremos a seguir.

Exerça o autocontrole

A volatilidade do mercado de finanças sempre gera preocupação em quem opera. É por esse motivo que o autocontrole tem grande peso nesse processo. Afinal, é preciso ter calma e segurança especialmente em situações de estresse, que acontecem com frequência quando se opera na bolsa de valores. São essas as habilidades que ajudarão a canalizar as energias para que você tome decisões mais efetivas.

Gerenciar as emoções e entender como elas interferem no seu comportamento será a base para investir de maneira inteligente e segura, evitando riscos que comprometam as suas finanças. O autocontrole também é a fonte da resiliência, para que você não desista quando passar por períodos de baixa.

Trabalhe as suas crenças limitantes

De acordo com a psicologia, as crenças limitantes são pensamentos que nos restringem, mas que acreditamos ser verdades absolutas. Elas podem afetar seu comportamento enquanto investidor, comprometendo o seu sucesso. Então, não basta ter conhecimento apurado sobre as operações, é preciso acreditar que as suas ações darão certo.

Como exemplo, vamos imaginar um day trader cuja primeira operação no dia não dá certo. Ele não pode se limitar a pensar que todas as outras ações seguirão nesse mesmo resultado, afinal, elas não estão interligadas, sendo independentes umas das outras. Se você segue essa crença limitante, isso pode impedi-lo de buscar bons resultados e até fazê-lo desistir de terminar o dia investindo.

Seja disciplinado

É bem interessante trabalhar com a disciplina quando se trata de controle emocional. Isso se deve ao fato de que, por meio dela, é possível saber como agir em diferentes situações, tendo um comportamento padrão que o ajude a sair do estado inicial. A instituição de regras pessoais orientará o seu comportamento.

Portanto, instaure alguns hábitos para ter o controle emocional nos investimentos. Além disso, proteja e alavanque a sua estratégia, tendo sempre opções do que fazer. Seja fiel ao plano e lembre-se de que disciplinar seu comportamento evitará ações por impulso, bem como o ajudará a alcançar seus objetivos.

Disciplina, crenças positivas e autocontrole são os segredos para investir com racionalidade e potencializar os seus ganhos. Ter controle emocional nos investimentos é o caminho para o sucesso.

Quer ajudar seus amigos que investem na bolsa? Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais e acompanhe outros textos no blog! Ah, se inscreva também no nosso canal do YouTube!

controle-emocional

Abra sua conta online e grátis

Onde Estamos

Rua Gomes de Carvalho, 1195
4º Andar, Vila Olímpia
CEP 04547-004 – São Paulo, SP

©2020 – CM Capital e.PLUS | Todos dos direitos reservados – Desenvolvido por Apiki