Como escolher uma corretora de valores: saiba o que considerar nessa decisão

Saber como escolher uma corretora de valores que atenda às suas necessidades é um dos principais pontos relacionados à boa gestão financeira pessoal. Afinal, essa é a plataforma que amparará você durante toda sua jornada de investidor. Mas qual é a melhor maneira de fazer sua escolha? Quais pontos devem ser levados em conta?

Existem diversas opções no mercado. Contudo, isso não significa que você deva escolher a primeira que aparecer. É necessário analisar as condições oferecidas em cada uma, entender de que forma elas estão alinhadas com as suas expectativas e tomar uma decisão acertada e de acordo com seus objetivos.

Se deseja saber mais sobre essa parte fundamental da busca por independência financeira, confira as informações deste artigo!

Qual é a importância de escolher uma boa corretora de valores?

Você sabia que, até 2009, as únicas instituições financeiras autorizadas a operar em bolsa de valores eram as corretoras? Mesmo que esse fator tenha se ampliado às distribuidoras, sua relevância é fundamental.

Elas estão há anos no mercado e guiaram personalidades notórias por sua trajetória, como Warren Buffet. Mas, em uma época em que não era tão simples assim selecionar e escolher entre múltiplas opções, de que forma os especialistas do passado tomavam suas decisões? Bem, eles levavam em conta alguns fatores que são relevantes até os dias de hoje:

  • excelência;
  • qualidade;
  • capacidade de adequação a necessidades específicas;
  • diversidade de opções;
  • presença de especialistas qualificados e muito mais.

A escolha de uma boa instituição financeira desse tipo, portanto, não diz respeito apenas à sua imagem, ela abrange diversos outros pontos. A importância de levá-los em consideração é, justamente, a otimização dos resultados dos tipos de fundos de investimentos que você faz junto a ela.

Em outras palavras, uma empresa preparada para atendê-lo de forma personalizada é imprescindível na hora de tomar uma decisão que adéque seu perfil de investidor aos títulos, fundos e papéis certos. Elas serão o guia ideal na criação de uma carteira recomendada especialmente a você.

Como escolher uma corretora de valores?

De forma geral, essa análise é bastante pessoal. Afinal, ainda que estejam inseridos no mesmo perfil, nem todos os investidores têm as mesmas demandas e planos futuros. O primeiro ponto a ser observado, portanto, é o panorama que você busca alcançar em curto, médio e longo prazo.

Ao entender onde você deseja estar e o que quer fazer com seu dinheiro, poderá dar início à busca da empresa que melhor se alinhe a esses objetivos. Sendo assim, o processo de saber como escolher uma corretora de valores começa no âmbito pessoal.

Contudo, ele não é o único importante. Existem alguns fatores que dizem respeito à instituição em si — e que não devem ser ignorados. A seguir, vamos explicá-las melhor, uma a uma.

O que deve ser analisado na escolha?

O funcionamento desse tipo de plataforma, na teoria, é simples. Ela apresenta uma gama de opções de investimentos em renda fixa e variável ao investidor, que devem ser usadas de acordo com suas particularidades.

Algumas são apresentadas gratuitamente (com os devidos descontos de impostos), outras são cobradas para que a atuação de um gestor profissional maximize os resultados. Seja como for, é essencial saber quais possíveis cobranças serão essas. Confira!

Taxa de corretagem

A corretora de valores é, na prática, uma intermediária entre seu dinheiro e o meio necessário na hora de multiplicá-lo. A depender do investimento, é cobrado um valor em cima desse serviço.

Ele tende a ser definido de duas formas: por meio de uma taxa fixa ou por operação. Sendo assim, é preciso analisar as especificidades da empresa, do investimento em questão e conhecer o método aplicado.

Taxa de custódia mensal

Essa cobrança diz respeito a um preço cobrado mensalmente dos clientes a fim de que seus ativos sejam guardados pela empresa — ele varia conforme cada organização. Portanto, mais uma vez, informar-se em relação a esse valor é fundamental.

Com a digitalização de processos, muitos negócios passaram a isentar o cliente de qualquer pagamento em relação à taxa de custódia. É interessante buscar por eles ao procurar saber como escolher uma corretora de valores que contemple suas necessidades.

Taxa para Tesouro Direto

Tanto os iniciantes quanto os pertencentes ao perfil conservador costumam aplicar nos títulos do Tesouro Direto constantemente. Algumas corretoras cobram essa transação — mesmo que práticas desse tipo se tornem cada vez mais escassas com o passar do tempo. É interessante buscar empresas que isentem seus clientes dessa taxa.

Existem, também, taxas que podem ser cobradas em relação ao uso do home broker, voltado aos investidores que apostam na renda variável. Em geral, são aplicadas em operações individuais.

Atendimento da corretora

Ter profissionais experientes, ágeis e preparados, no sentido de realmente cuidar de suas finanças, é imprescindível aos investidores, em especial aos iniciantes — e é isso que esse custo aborda. Porém, é essencial que os consumidores analisem o valor agregado ao atendimento. Afinal, de nada adianta pagar por um serviço e se deparar com atendentes que não se preocupam com suas demandas.

Considerar esses pontos faz a diferença na hora de entender como escolher uma corretora de valores. Lembre-se: o melhor serviço disponível será aquele que atender ao seu perfil, ter especificidade na hora de investir e ajudar a sanar suas dúvidas. Busque alinhar custo-benefício, qualidade, excelência, personalização e atendimento ao fazer sua escolha.

Quais os diferenciais da CM Capital e.PLUS?

Sabendo o que esperar desse tipo de instituição financeira, não deixe de conhecer a CM Capital e.PLUS! Além de garantir todos os pontos fundamentais citados neste artigo, há outros diferenciais na hora de investir:

  • sempre esteve posicionada entre as quatro maiores do país;
  • prioriza a segurança da informação, protegendo seus dados e seu dinheiro;
  • trabalha com colaboradores altamente qualificados;
  • apresenta extrema solidez de mercado;
  • foca na sustentabilidade;
  • isenta os clientes de algumas das taxas citadas, sendo sempre importante conferir as especificidades de cada investimento, entre outros.

Na dúvida sobre como escolher uma corretora de valores, conte com aquela que é capaz de dar um PLUS em seus investimentos. Assim, você poderá investir de forma alinhada aos objetivos futuros e colher os melhores resultados possíveis às suas demandas!

Abra sua conta na CM Capital e.Plus e aproveite todos os benefícios que separamos para colocá-lo, sempre, no centro de nosso atendimento!

como escolher uma corretora de valores

Abra sua conta online e grátis

Onde Estamos

Rua Gomes de Carvalho, 1195
4º Andar, Vila Olímpia
CEP 04547-004 – São Paulo, SP

©2020 – CM Capital e.PLUS | Todos dos direitos reservados – Desenvolvido por Apiki