Agenda da semana 30/1 a 3/2: Super quarta, PMIs e fim do recesso político

Agenda da semana 30/1 a 3/2: Super quarta, PMIs e fim do recesso político

Os investidores terão uma semana bem agitada, recheada de indicadores econômicos como PMIs, pesquisas, dados de transações correntes, prévias de PIB e para fechar com chave de ouro decisão de política monetária.

O destaque, de longe, será a primeira super quarta-feira do ano (1). O Banco Central do Brasil e o Federal Reserve, nos Estados Unidos, decidirão sobre o futuro da política monetária. Confira a agenda completa abaixo!

Agenda do investidor: o mercado na palma da sua mão

Segunda-feira

A semana começou já com uma série de dados para os investidores.

IGP-M desacelera para 0,21% em janeiro; inflação está em 3,79% em 12 meses

Preços ao consumidor sobem 0,61% em janeiro, após alta de 0,44% em dezembro; preços ao produtor avançam 0,10%, ante 0,47% em dezembro.

Boletim Focus: mercado mantém projeções de alta para a inflação de 2023, 2024 e 2026

As projeções de alta na inflação de 2023, 2024 e de 2026 foram mantidas pelos analistas do mercado financeiro nesta semana, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (30) pelo Relatório Focus, do Banco Central. Para este ano, a estimativa de inflação tem subido há sete semanas seguidas. A projeção para 2025 foi mantida.

A expectativa para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para este ano subiu de 5,48% para 5,74%. A inflação para 2024 avançou de 3,84% para 3,90%. A projeção para 2025 foi mantida em 3,50% e a de 2026 subiu de 3,47% para 3,50%.

A projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2023 subiu de 0,79% para 0,80%, enquanto a de 2024 foi mantida em 1,50%, a de 2025 caiu de 1,90% para 1,89% e a de 2026 continuou em 2,0%.

A previsão da taxa de juros básica da economia brasileira (Selic) foi mantida em 12,50% para este ano e a de 2024 ficou inalterada em 9,50%. A de 2025 também se manteve, em 8,50%. A de 2026 subiu 8,25% para 8,50%. A estimativa para o dólar caiu de R$ 5,28 para R$ 5,25 neste ano, e foi mantida em R$ 5,30 para 2024, 2025 e 2026.

Confiança do Comércio cai 4,4 pontos em janeiro ante dezembro, a 82,8 pontos, diz FGV

O Índice de Confiança do Comércio (Icom) caiu 4,4 pontos em janeiro ante dezembro de 2022, registrando em 82,8 pontos, informou nesta segunda-feira (30) a Fundação Getúlio Vargas (FGV). A queda levou o indicador ao menor nível desde março de 2021, quando atingiu 72,5 pontos, no auge da segunda e mais letal onda da pandemia de covid-19. Em médias móveis trimestrais, o Icom caiu 5,1 pontos, a terceira queda seguida.

BC: Setor público teve superávit primário de R$ 126 bilhões em 2022

O setor público consolidado brasileiro registrou um déficit primário de 11,813 bilhões de reais em dezembro, com o resultado acumulado de 2022 atingindo um saldo positivo de 125,994 bilhões de reais, informou o Banco Central nesta segunda-feira, equivalente a 1,28% do PIB. A dívida bruta do país ficou em 73,5% do PIB em dezembro, ao passo que a dívida líquida foi a 57,5% do PIB.

Por fim, o investidor estrangeiro ingressou com R$ 1.048,92 milhões no dia 26 de janeiro. O acumulado no mês está positivo em R$ 9.923,86 milhões.

Para encerrar o dia, a noite saem PMI industrial e composto da China.

Fim do recesso político: O Congresso também retoma as atividades nesta semana e elege na próxima quarta-feira a Mesa Diretora. Ao que tudo indica, Arthur Lira deverá será reeleito como presidente da Câmara dos Deputados. Já Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, apesar de favorito, deverá enfrentar uma votação mais apertada na disputa contra Rogério Marinho, candidato do PL e aliado de Bolsonaro.

Terça-feira

E como essa semana não terá nenhum dia tranquilo, a terça também vem carregada de dados econômicos. Na Zona do Euro saem PIB da França, Itália e Alemanha, além de vendas no varejo, taxa de desemprego, transações correntes e outros dados.

Já nos Estados Unidos, os investidores podem aguardados os números do PMI de Chicago, índice de preços ao consumidor e salário-mínimo em empregos trimestral.

Super quarta-feira

O destaque fica para a super quarta, com certeza. No Brasil, a taxa Selic deve ser mantida em 13,75%, mas todos estão ansiosos para entender como o Comitê de Política Monetária vê o cenário atual, com riscos vindos da frente fiscal, onde um novo quadro ainda não foi definido.

Nos Estados Unidos, o Comitê de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) deve desacelerar o ritmo de aperto monetário iniciado no ano passado. De acordo com o monitor de juros do CME Group, 98,4% dos analistas acreditam que as taxas serão elevadas em 25 pontos-base, para o intervalo entre 4,50% e 4,75%.

Além disto, saem também PMI industrial da Espanha, Itália, França, Alemanha e Estados Unidos. No país norte-americano serão divulgados números de Variação de Empregos Privados ADP de janeiro e Pedidos Iniciais por Seguro-Desemprego.

Leia também: A demanda por Petróleo nos Estados Unidos

Quinta-feira

Dando continuidade na decisão de juros, quinta-feira é dia do Banco Central europeu e do Reino Unido realizarem suas tradicionais reuniões de política monetária. Nos Estados Unidos também saem diversos indicadores: Pedidos Contínuos por Seguro-Desemprego; Pedidos Iniciais por Seguro-Desemprego; Pedidos de Bens Durávei; Encomendas à Indústria (Mensal) (Dez); PMI do Setor de Serviços (Jan); PMI do Setor de Serviços Caixin (Jan). Por fim, no Brasil os investidores recebem dados do IPC-Fipe de janeiro.

Sexta-feira

Para encerrar a semana: Payroll. O relatório de emprego dos Estados Unidos mais aguardado pelo mundo, com os dados oficiais do mercado de trabalho norte-americano. O consenso Refinitiv prevê que 185 mil vagas de emprego tenham sido geradas no país em janeiro (ante 223 mil em dezembro). E para a taxa de desemprego, projeta um crescimento de 3,5% para 3,6%.

O dia será denso: na Zona do Euro teremos Produção Industrial – França (Mensal) (Dez); PMI do Setor de Serviços – Espanha (Jan); PMI Composto (Jan); PMI do Setor de Serviços – Itália (Jan); PMI Composto – França (Jan); PMI do Setor de Serviços – França (Jan); PMI Composto – Alemanha (Jan); PMI do Setor de Serviços – Alemanha (Jan); PMI Composto S&P Global (Jan); PMI do Setor de Serviços (Jan); IPP (Anual) (Dez).

Já no Reino Unido serão divulgados: PMI Composto (Jan) e PMI do Setor de Serviços (Jan). No Brasil a agenda também é densa: Produção Industrial (Mensal) (Dez); PMI Composto S&P Global (Jan); PMI de do Setor de Serviços S&P Global (Jan).

Você também pode se interessar por:

Taxa zero para investir e realizar seus sonhos!

Comece a investir em poucos minutos e tenha acesso a plataformas profissionais gratuitas, plataforma de ensino gratuita, melhor custo-benefício para trader e investidor.
Atendimento via WhatsApp com espera média e de apenas 8 segundos.

Canal de Denuncia

"*" indica campos obrigatórios

Passo 1 de 2

Quando? ( data ou período de ocorrência)
DD barra MM barra YYYY
DD barra MM barra YYYY
Para acompanhar o andamento de seu relato, você receberá um número de protocolo que lhe será fornecido após o registro do relato.
Agradecemos sua iniciativa e confiança. Caso queira, pode inserir seu e-mail, nome e telefone para que possamos entrar em contato

Coleta e uso de informações

Durante a utilização dos nossos serviços, podemos solicitar o fornecimento de algumas informações pessoais, que poderão ser utilizadas para a sua identificação ou para contato, respeitando sempre a sua privacidade. Caso deseje não receber e-mails comercias da CM Capital, entre em contato conosco através dos canais de atendimento.

Faça a sua denúncia

Por favor, preencha o formulário abaixo. A sua denúncia é totalmente anônima.