Blog

8 dúvidas sobre operação Day Trade

Você sonhar em viver de day trade? A popularização desse tipo de investimento e a promessa de multiplicação de lucros tem atraído cada vez mais pessoas, que querem operar na Bolsa de Valores em busca de bons ganhos, ampliando seu capital. No entanto, nem sempre o universo do trader é fácil de compreender.

Há uma série de dúvidas em torno da operação Day Trade que precisam ser esclarecidas, a fim de que o investidor trabalhe com certa segurança, não tenha prejuízos e saiba de fato atuar nesse mercado. Pensando nisso, separamos dúvidas mais frequentes que os traders apresentam quando começam a operar para ajudá-lo a compreender como funciona o processo. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

1. O que é o Day Trade?

Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas querem começar operar como day trader sem saber ao certo o que significa esse conceito. Nesse sentido, é importante compreender que a operação Day Trade consiste basicamente em comprar e vender ações em um único dia, com o intuito de conseguir lucros nessa negociação.

É importante compreender corretamente no que consiste essas operações, para não traçar estratégias equivocadas. Existem diversas maneiras de operar na bolsa. O Day Trade é uma delas. Dependendo da forma como você deseja atuar, determinados riscos precisam ser levados em conta, bem como estratégias. Nesse sentido, é importante ter total ciência dos diferentes tipos de trabalhos do universo de renda variável.

2. A operação Day Trade é uma boa opção para iniciantes?

Não seria correto dizer que a operação de Day Trade é necessariamente uma opção ruim para iniciantes. Contudo, o recomendado é que o investidor que optar por esse tipo de negociação tenha maior conhecimento de mercado, o que é mais complexo no início. A estratégia se beneficia da volatilidade do mercado, com grande potencial para retorno, e como as operações costumam acontecer em questões de minutos, é preciso estar acostumado e dominar técnicas de análise.

Para aqueles que têm pouca experiência, é difícil conseguir fazer uma análise rápida de minutos e identificar as oportunidades certas. Portanto, o Day Trade aparece como uma opção mais frutífera para aqueles investidores mais familiarizados com a bolsa de valores, em especial, para aqueles que têm a capacidade de perceber e antecipar movimentos mercadológicos nas compras ou vendas de algum ativo de maneira ágil.

3. Qual a influência de um bom home broker na operação?

O home broker é uma ferramenta que permite aos investidores operarem os seus ativos, tanto na venda quanto na compra, por conta própria de qualquer lugar. Embora relativamente simples, a operação é realizada virtualmente, o que significa que para isso é necessário apenas ter acesso a internet. A ideia é que essa seja a principal porta de acesso à Bolsa de Valores.

Nesse sentido, além de um bom acesso à internet, a comodidade, praticidade e diversificação são alguns dos pontos importantes para eleger um bom home broker. Afinal, o sistema é configurado para enviar notificações sobre as ordens de compra e venda que foram executadas, além de manter um histórico de carteira de ações, bem como notícias relativas ao mercado financeiro em tempo real.

Essa ferramenta também influencia diretamente na diversificação de investimentos, como ações, contratos futuros, opções e fundos. Além disso, a plataforma permite a programação de ordens de compra e venda, sem que seja necessário o acompanhamento, visto que as confirmações de ordens executadas aparecerão nas notificações do sistema.

Dessa forma, ter um bom home broker é fundamental para poder operar com tranquilidade e segurança. Um mecanismo que apresente problemas de atualização e resposta pode prejudicar de diversas formas os investidores, principalmente os day traders, que precisam que suas ordens de compra e venda sejam efetivadas rapidamente.

4. Qual o perfil do investidor de Day Trade?

O day trading é uma operação de curtíssimo prazo em que a compra e a venda de ativos é feita no mesmo pregão. O objetivo principal é obter ganhos com a variação do preço de maneira rápida, levando em consideração as oscilações decorrentes do mercado financeiro.

Logo, o perfil do trader é de uma pessoa já experiente. Por lidar com operações complexas, o investidor em questão deve ter habilidades psicológicas que o ajudem a lidar com as pressões, prejuízos e ganhos que acontecem em um ritmo muito rápido, dado que tais emoções são comuns devido às variadas operações acontecendo ao longo do dia.

Outra característica importante é a capacidade de realizar análises fundamentalistas e técnicas, ambas imprescindíveis para o sucesso de investimentos na modalidade trading. O dinamismo e disciplina de estar sempre atento ao mercado de ações também são aspectos que devem estar ligados ao perfil da pessoa que opera nessa modalidade.

Contudo, quando pensamos nos tradicionais perfis investidores, é possível que o trader se encaixe em todos eles ou, ao menos, em dois. É possível que conservadores, moderados e arrojados trabalhem com day trade. A diferença estará no montante de seu capital que será utilizado para a operação e quais os riscos que o investidor está disposto a correr. Quanto maior a aceitação de risco, mais arrojado será.

5. Quais são as principais vantagens e riscos desse investimento?

O day trade é uma operação que foca em oscilações do ativo de maneira quase que instantânea, como já dissemos. Portanto, existem riscos que precisam ser conhecidos pelos investidores. Um dos principais é a exposição à variação dos ativos, que pode gerar prejuízos. Além disso, existem questões ligadas a aspectos como a alavancagem, usada para aumentar a lucratividade, caso haja uma queda nos valores, o prejuízo é descontado da sua margem de garantia.

Em contrapartida, as vantagens também são grandes. A principal delas são os ganhos incomparáveis em um curto espaço de tempo, nenhum outro tipo de operação oferece tal possibilidade. Além disso, é possível controlar as perdas por meio de ações, como o stop loss.

6. Como minimizar prejuízos no Day Trade?

Como dissemos, é necessário agilidade nas operações de day trade. Nem sempre isso é simples, pois exige conhecimento apurado por parte do investidor. Dessa forma, uma estratégia inteligente é minimizar prejuízos que possam surgir na utilização desse tipo de operação. Entre as ações mais eficazes, podemos destacar:

  • realizar uma análise de riscos: é preciso saber quais os riscos atrelados ao investimento em ações, o que inclui desde o cálculo de qual parte de seu capital utilizar para esse tipo de operação, passando pela análise da empresa até a busca por profissionais especializados e corretoras que possam auxiliar seu trabalho;
  • utilizar o método Martingale como referência: tal metodologia baseia-se na impossibilidade de uma série infinita de eventos negativos, considerando para isso as perdas consecutivas — ou seja, quanto maior for a quantidade de perdas, maior a probabilidade de ganhos nas próximas apostas;
  • analisar as despesas de day trade: é muito importante saber também quais serão os custos ligados à bolsa. Isso envolve Imposto de Renda e também valor de corretagem pela transação, a fim de checar a confiabilidade das ações, entre outros.

7. Existe um momento adequado para fazer esse tipo de operação?

Não é possível dizer que há um momento totalmente adequado, mas, como dissemos, o ideal é ter certa experiência na área de investimentos e renda variável, pois o day trade se tratar de uma operação que dura poucos minutos e exige atenção apurada por parte do investidor. Não existe uma fórmula mágica para operar, isso depende muito da estratégia e experiência.

Atualmente, as corretoras já oferecem opções para estratégias automáticas de operação, o que dispensa a necessidade de passar o período do pregão todo na frente de um computador. Com agendamentos de ordens de stop loss/gain, por exemplo, é possível comercializar ativos na hora correta e evitar os prejuízos.

No entanto, embora esses mecanismos sejam úteis, na operação de Day Trade o ideal é procurar sempre acompanhar as variações de perto. Focar apenas nas ferramentas automáticas pode fazer com que o investidor perca oportunidades e não preste atenção em momentos imprevisíveis, levando-o a perdas significativas.

8. É necessário contar com o auxílio de um especialista?

Essa é uma pergunta que envolve muitas das pessoas que querem começar a fazer Day Trade. De forma rápida, não é necessário ter auxílio de analistas especializados para realizar suas operações. Contudo, para quem deseja evitar perdas e aproveitar as melhores oportunidades, essa é uma recomendação bem importante.

Principalmente para quem ainda está começando no universo do mercado financeiro, é importante contar com a experiência de quem já conhece esse universo a mais tempo. Assim como todos os âmbitos da vida, nada ensina mais do que a experiência. Portanto, por mais que você tenha estudado, feito cursos e procurado as melhores dicas, nada será mais eficiente do que contar com o auxílio direto de quem sabe pessoalmente como operar no mercado.

Diante de tantas dúvidas que envolvem a operação Day Trade, é fato que o investidor que segue esse modelo precisa estar atento ao mercado que está em constante oscilação. Fazer esse acompanhamento é tão fundamental quanto ter o apoio de uma corretora, que esclarecerá todas as questões técnicas ligadas a esse tipo de investimento e poderá auxiliar com especialistas os melhores investimentos para o perfil de cada investidor.

Você conhecia essas informações sobre uma das operações mais realizadas no mercado financeiro? Para ficar por dentro de mais conteúdos como este, acompanhe nossas publicações nas redes sociais. Estamos no Facebook, Linkedin, Instagram, YouTube e Spotify!

Você também pode se interessar por:

Abra sua conta online e grátis