Site icon CM Capital

O que é liquidez e como ela influencia nos investimentos?

o que é liquidez

Quem está pesquisando sobre o mercado de investimentos, provavelmente já se deparou muito com o termo “liquidez”. Mas, você sabe o que ele significa? Em geral, é um conceito bastante difundido no meio econômico e é bastante comum que as pessoas tenham dúvidas sobre o que é liquidez.

Se você é uma dessas pessoas, está no lugar certo. No decorrer deste post, você descobrirá a definição deste conceito, como ela influência nos investimentos e muito mais. Ficou interessado? Então, vamos lá. Boa leitura!

O que é liquidez?

Liquidez é um termo utilizado para se referir tanto à facilidade quanto à velocidade com que um ativo se converte em caixa, ou seja, dinheiro. Ele se aplica tanto àqueles bens que uma empresa ou pessoa possui, até os seus investimentos.

No entanto, nem sempre quando um ativo pode ser transformado rapidamente em dinheiro significa que sua liquidez seja boa. Normalmente, qualquer bem ou investimento pode virar dinheiro rapidamente. No entanto, muitos deles acabam perdendo valor nesse percurso.

Por isso, para ser considerado de boa liquidez, é preciso ter uma rápida conversão sem afetar o valor, como a poupança, por exemplo. Para resgatar suas aplicações, basta ir até o banco e sacar o dinheiro. Um imóvel, no entanto, não. Você leva meses para conseguir vender uma casa e, se quiser fechar negócio mais rápido, precisará baixar o preço.

Como ela é definida?

A liquidez pode ser considerada baixa, média ou alta. Além disso, ela é indicada por: “D + números de dias úteis” até o dinheiro entrar na sua conta, que geralmente variam entre:

Como a liquidez influencia nos investimentos?

No que diz respeito aos investimentos, uma liquidez alta geralmente vem acompanhada de riscos menores, mas de uma rentabilidade menor também. O contrário também é verdadeiro, ou seja, se a liquidez é menor, os riscos são mais altos, mas a rentabilidade é realmente muito atrativa.

Isso acontece porque assumir o risco de uma liquidez baixa é o mesmo que a possibilidade de não conseguir negociar um ativo, a menos que o seu preço seja afetado. Então, se você acha que precisará do dinheiro em curto prazo, procure investimentos com alta liquidez.

Já se você tem recursos aos quais recorrer em tempos de crise, pode comprometer o capital com uma liquidez mais baixa, principalmente se isso significar um rendimento maior no longo prazo.

Qual a importância de considerar a liquidez para investir?

Considerando aqueles investimentos que equilibram uma boa liquidez com uma rentabilidade atrativa, você consegue efetuar melhores aplicações. É por isso que a liquidez não pode ser ignorada no momento da escolha dos seus papéis.

Se você acha que pode precisar resgatar seu dinheiro de uma hora para outra, é melhor procurar opções como o Tesouro Direto, por exemplo. Dessa forma, você não perde dinheiro caso tenha que retirar seu capital antes do previsto.

Os CDBs e o mercado de ações também podem ser boas opções, dependendo dos seus objetivos. Mas, o ideal é analisar caso a caso, principalmente em relação às ações — é necessário estudar cada ativo de maneira individual.

Como você viu ao longo deste post, a liquidez é um fator relevante nos investimentos, principalmente porque ela também afeta a rentabilidade das aplicações. Sendo assim, não esqueça de incluir essa variável nas suas análises antes de decidir quais são as melhores aplicações para a sua carteira.

Agora que você conseguiu entender o que é liquidez, que tal ficar por dentro de outros conteúdos como este? Siga nossas páginas no Facebook, Instagram, LinkedIn, YouTube e tenha acesso a dicas que vão tornar os seus investimentos muito melhores!

Sair da versão mobile